O fim do ano está quase chegando e como ele, o  13º salário,  que é  um direito de quem é atua no regime CLT, seja fixo ou temporário. Portanto, se é um trabalhador contratado por um determinado tempo por uma empresa especializada em galvanização a fogo, por exemplo, tem direito de receber o benefício.

A grana extra que se aproxima do valor mensal pago, traz um fôlego financeiro a mais para o trabalhador. No entanto, é preciso ter cautela na utilização do benefício para não comprometer o orçamento e entrar o ano com mais dívidas.

Se esse é o seu objetivo, selecionamos 6 dicas para ajudá-lo a aproveitar bem o seu 13ª salário. Continue a leitura!

Até quando pode ser pago o 13ª salário? Quem tem direito?

Seja o empregador do ramo de usinagem de precisão ou qualquer outro, o pagamento da gratificação deve ser realizado em uma única parcela ou em duas, no qual o primeiro pagamento precisa ser feito entre 1º de fevereiro a 30 de novembro. Já a segunda é até o dia 20 de dezembro.

Além disso, tem direito a receber o 13ª salário todos trabalhadores contratados com carteira assinada por ao menos 15 dias. Portanto, se é recém contratado, fique atento, pois é garantido o direito.

Outra questão importante, prevista  na legislação, é o pagamento do benefício independentemente do valor do salário. Se, por exemplo, atua em empresa de instalação de aterramento, mesmo que ganhe um salário mínimo, precisa receber a gratificação salarial correspondente.

Agora, que entende um pouco sobre os direitos de quem tem carteira assinada, siga para o próximo tópico e confira 6 dicas para evitar realizar gastos desnecessários com o 13º salário.

6 dicas para aproveitar bem o 13ª salário e evitar gastar mais do que deveria

1.Use o valor para quitar dívidas: uma forma de fazer bom uso do benefício pago pela empresa é pagar aquelas dívidas que se acumularam durante o ano. Isso traz muito mais tranquilidade.

2. Reserve uma parte para as contas prioritárias de começo de ano: IPTU, IPVA , matrículas e materiais escolares são alguns dos gastos de início de ano, que muitas vezes deixam o orçamento apertado. Para dar mais fôlego, separe um do 13ª para esse tipo de gasto.

3. Planeje as compras de Natal: para evitar gastos desnecessários, faça um bom planejamento dos gastos de fim de ano, como presentes e alimentos para as festas de Natal e Ano Novo. Liste tudo e avalie o que é realmente essencial ser adquirido.

4. Priorize compras à vista: o parcelamento pode dar uma ilusão de que há menos gasto no mês, porém isso não é a realidade. Por isso, dê preferência para compras à vista, já que há um incremento do salário do mês com a gratificação.

5. Aproveite a Black Friday: a Black Friday acontece na última sexta-feira de novembro, data em que muitas pessoas já receberam a parcela do 13º salário, que pode ser aplicado para comprar aquele item de desejo com um valor mais atrativo.

6. Faça investimentos: separe um valor da gratificação para realizar investimentos, assim, o dinheiro rende mais e é criado uma reserva para realizar planos futuros.

Gostou do conteúdo? Então, compartilhe nas suas redes sociais!