5G
Chegada do 5G gera expectativa de internet mais veloz e presente em lugares que hoje não recebem sinal.

As tecnologias atuam com um conceito de frequentes atualizações, oferecendo ao público as mais diferentes soluções, tanto em um nível individual como industrial, transformando a sociedade como um todo. O modelo 5G de comunicação é outro avanço nesse sentido.

É importante notar, inclusive, que um dos mercados de tecnologia que mais cresceu nos últimos anos são aqueles relacionados à oferta de meios de comunicação, com o acesso à internet tornando-se uma ferramenta essencial para os aparelhos móveis atuais.

É comum até mesmo para os usuários dar mais atenção às redes sociais e aplicativos de conversa do que as ferramentas de ligação, o que em base era a função principal por trás da produção desses dispositivos de comunicação.

Uma mudança que causou grandes impactos não apenas à forma na qual os indivíduos se comunicam, mas também à organização de diferentes setores do mercado, como uma empresa de serviços em TI (Tecnologia da Informação) podendo oferecer seus serviços de forma online.

Dentro dessa frequente modernização dos usuários, com o acesso a internet tornando-se uma atividade comum para a sociedade como um todo, os serviços de conexão também tiveram que se adaptar a essa demanda em constante crescimento.

E visando essa adequação foi que o mercado de tecnologia desenvolveu o método de conexão em 5G, que está prestes a entrar em circulação no território nacional, prometendo modificar a forma com o qual o público interage entre si e com as empresas.

Mas afinal, o que é o 5G?

O 5G é uma tecnologia que corresponde à quinta geração nos padrões de tecnologia adotados para a oferta de conexão via internet à redes móveis. Ou seja, é a tecnologia que permite ao usuário se conectar ao Facebook ou assistir um vídeo no Youtube.

O consumo de dados inclusive tornou-se um conceito popular no país, com as empresas de telefonia oferecendo junto aos seus serviços de ligação diferentes pacotes de dados, para que os usuários possam acessar os mais diversos sistemas e aplicativos.

Algo que modificou inclusive o mercado comercial, com a inclusão da internet permitindo com que uma empresa um sistema de biometria facial em seus estabelecimentos, garantindo um maior controle de segurança na entrada e saída de funcionários.

Com a expansão dos serviços que utilizam da internet, maior tornou-se a necessidade de contar com essa tecnologia de acesso aos meios digitais, tornando assim os sistemas atuais ultrapassados, por causa da lotação de usuários presentes na internet.

É com o propósito de intervir nessa situação que o setor de tecnologia desenvolveu essa nova geração de meios de comunicação, substituindo o já tradicional 4G, que chegou ao território nacional em 2012, e hoje é um dos principais meios de comunicação.

Uma das maiores novidades do 5G, além da sua prometida maior cobertura, nos anos posteriores a sua implementação, está na sua velocidade, operando com um maior espectro de rádio, alcançando níveis mais rápidos de conexão.

Algo capaz de facilitar a atuação de serviços como engenharia de avaliações, ou qualquer que seja o setor que utiliza da conexão à internet como um facilitador para as suas atividades.

A comparação adotada no mercado atualmente é de que o 5G é capaz de oferecer uma conexão até 100 vezes maior do a oferecida pelo 4G, que atua com uma faixa média de 17,1 megabits por segundo, de acordo com a OpenSignal, empresa de análise móvel.

Por isso, essa maior velocidade de conexão se mostra cada vez mais necessária para que mercados e processos, como os de automação para empresas, consigam expandir suas atividades, de acordo com as necessidades do seu público maior.

Visando a implementação desse novo sistema de distribuição do sinal de internet, o governo brasileiro, seguindo o que outros países estão fazendo, iniciou o processo de oferta de serviço para as empresas de comunicação, no chamado “Leilão do 5G”.

Como funciona o Leilão do 5G?

Realizado pela Anatel (Agência Nacional de Telecomunicações), o Leilão do 5G teve início no dia 4 de novembro, com o intuito de vender para as empresas de comunicação os direitos de distribuição dessa nova modalidade de sinal, para os mais diversos cantos do país.

Dentro desse leilão, ocorreu a licitação de 4 diferentes faixas de sinal, que foram separadas em diferentes lotes, para que diversas empresas tivessem a possibilidade de atuar no país através do 5G, trazendo um mercado competitivo ao público.

Essas faixas se dividiram entre:

  • 700 MHz (enfoque em rodovias);
  • 2,3 GHz (distribuir o 4G para locais sem acesso);
  • 3,5 GHz (principal faixa do 5G);
  • 26 GHz (consecutivas para escolas e locais de ensino).

As empresas vencedoras do lote foram Vivo, a Claro e a Tim, focando as companhias mais conhecidas no país, mas outros grupos menores, como a Winity II e a Brisanet também saíram vencedoras, com foco maior na distribuição em regiões do Centro-Oeste e Nordeste.

No entanto, além da necessidade de um cabeamento estruturado de redes, para a distribuição desse sinal via cabo ou satélite, essas empresas também precisam arcar com algumas responsabilidades, como conectividade em escolas e locais de acesso distante.

Com o sucesso desse leilão, é esperado que a chegada do 5G ao país já possa ser notada nas grandes capitais até junho de 2022, mas a previsão para que esse modelo de sinal se espalhe para todos os territórios é somente para meados de 2029.

Independente do tempo a ser implantada, a maior certeza é a de que esse novo modelo de distribuição de sinal deve trazer grandes diferenças para o consumidor brasileiro, seja em um campo pessoal ou industrial.

Mudanças trazidas pelo 5G

O mercado, como um todo, se encontra cada vez mais dependente do sinal de internet, seja ele um empreendimento completamente digital, como um curso de modalidade de ensino à distância, ou um modelo híbrido, como uma rede de lojas físicas e virtuais.

O maior destaque acaba sendo para a própria relação com os usuários, que se conectam a esse universo digital principalmente por meio dos seus aparelhos celulares, o que acaba por resultar no atual congestionamento de usuários, assim como o trânsito em horário de pico.

O que acarreta no sinal mais fraco durante esses horários específicos, o que faz com que as próprias empresas tenham que focar suas atividades na implementação de um software gestão de ativos de TI, de forma a oferecer as melhores soluções para os seus clientes.

Com a execução do 5G no país, as companhias poderão expandir as suas atividades na internet, com a certeza de que o seu público terá acesso a um sistema de sinal de qualidade, no qual poderá navegar em seus sites de venda, aplicativos entre outros.

Até mesmo o setor governamental poderá se beneficiar com esse novo sinal avançado de internet, podendo oferecer aos seus cidadãos um processo maior de inclusão digital, para que todos tenham acesso a esse universo digital que se torna cada vez mais importante.

Uma situação que permite a ampliação de comunicação para os cantos mais remotos do país, podendo agir nos mais diversos tipos de serviços, como em dispositivo de proteção contra surtos elétricos, com um programa virtual que estuda a geografia local.

Esse entre outros casos positivos que essa nova tecnologia de acesso pode trazer aos seus usuários.

As vantagens dessa tecnologia

O principal diferencial conquistado pelo sinal 5G é a sua velocidade, permitindo aos usuários um acesso mais rápido aos mais diferentes sistemas, otimizando assim atividades que envolvem o mercado de trabalho, o de ensino e até mesmo o de lazer.

Isso porque uma realidade comum para a comunidade gamer, por exemplo, é ver com que as suas partidas travem ou pausem por causa do sinal fraco de internet. Com o 5G, isso promete ser resolvido, com a internet móvel auxiliando no cabeamento de internet.

Pois apesar dos perfilados para cabos ainda serem necessários na instalação na sua conexão residencial, uma conexão móvel avançada pode auxiliar nas suas atividades do dia a dia, principalmente quando o usuário se encontra longe de um sinal aberto de internet.

De uma forma resumida, os maiores benefícios alcançados com o 5G são:

  • Velocidade em download e upload;
  • Estabilidade de sinal;
  • Maior tempo de resposta.

Relações essas capazes de otimizar as atividades realizadas pelo mercado comercial, mas também para outras áreas, como no setor de saúde, através de uma conexão mais rápida com os pacientes, entre os alunos em uma instituição de ensino, entre outras situações.

O que o 5G apresenta ao público é a possibilidade dos usuários seguirem as mais diferentes inovações tecnológicas de maneira prática e rápida, de forma a facilitar uma grande parte das atividades por ele executadas no seu cotidiano.

Baixar um jogo, assistir um filme ou série nos serviços de streaming, realizar videochamadas entre os amigos, participar de uma videoconferência, tudo com a velocidade e estabilidade de sinal que o 5G promete trazer ao mercado nos próximos anos.
Esse texto foi originalmente desenvolvido pela equipe do blog Guia de Investimento, onde você pode encontrar centenas de conteúdos informativos sobre diversos segmentos.