Não dá para negar a importância do cuidado da pele no verão. Afinal de contas, o câncer de pele é um dos tipos mais comuns aqui no Brasil e um dos maiores fatores de risco para a sua ocorrência é justamente a incidência extrema de raios do Sol em nossa pele durante o verão. Portanto, os cuidados com a pele são vitais para quem quer evitar problemas.

Dito isso, o câncer de pele não é o único problema que pode ser causado em nossa pele no verão. Outras questões, desde tipos de queimaduras (ao ficar muito tempo no sol) até ressecamentos e envelhecimento estão entre os danos que recebemos se não tivermos um cuidado mais específico com a pele durante os dias de maior calor e maior incidência do sol.

Quer saber qual a importância do cuidado da pele no verão e como se prevenir de problemas? Então siga a leitura do artigo abaixo com atenção!

Quais os problemas que a pele pode enfrentar no verão?

O excesso de sol e o calor intenso podem provocar diversas mudanças na pele, causando problemas de curto e longo prazo. Veja abaixo os mais comuns:

Ressecamento

A pele ressecada pode surgir ao longo dos anos ou após uma queimadura de sol. Geralmente ela é causada pelo sol direto e pode ser agravada com o uso de cigarro e baixo consumo de líquidos.

Queimaduras de Sol

Expor a pele ao sol por extensos períodos pode causar queimaduras de primeiro e segundo grau, formando bolhas e má cicatrização da pele. Ao longo prazo, aumenta-se o risco de desenvolver melanoma, que é a forma mais grave do câncer de pele.

Desidratação

A alta temperatura e o suor em excesso são dois fatores que contribuem com a desidratação. Consequência disso é a perda da elasticidade e do brilho natural da pele.

Envelhecimento precoce

O excesso de queimaduras e ressecamento, além da desidratação contribuem com o envelhecimento precoce da pele. Quando se expõe ao sol forte, logo o corpo cria rugas e manchas, além ficar com cores diferentes em membros que foram expostos e membros que permanecem cobertos.

Assaduras

As assaduras acontecem quando há atrito entre duas partes do corpo que estão úmidas de suor, como as axilas, virilha e coxas. Quando muito intensas, podem causar escurecimento da região, além de dores ao toque.

Como evitar estes problemas?

Mantenha-se hidratada

Tome muita água para repor o líquido perdido no calor. O ideal para manter a pele hidratada e evitar ressecamentos é entre 2 e 3 litros de água por dia, mas pode ser alternado com sucos e vitaminas, ou frutas com grande quantidade de líquido como frutas cítricas, melancia e melões.

Proteja-se do sol

Evite exposição ao sol forte, que ocorre entre 11h30 e 13h30. Quando sair, proteja os olhos com óculos escuros, o couro cabeludo com um chapéu ou boné, e as partes mais sensíveis do corpo com roupas leves.

Por exemplo, se for para a praia com um maiô engana mamãe, lembre-se de usar o protetor solar nas costas para evitar problemas.

Use protetor solar

O protetor solar é indispensável no verão, mesmo em dias nublados, em que há a maior incidência de luz na pele. Use o fator correspondente para o tipo de pele, sem se esquecer de passar um fator mais alto para o rosto e um protetor especial para os cabelos e couro cabeludo.

Caso vá se bronzear, procure fazer de forma gradual para não causar queimaduras na pele, e com um bronzeador combinado ao protetor solar.

Use roupas confortáveis

É importante usar roupas confortáveis durante o verão, especialmente aquelas feitas de tecidos mais orgânicos do que sintéticos. Isso porque os tecidos sintéticos ou peças que ficam muito presas ao corpo dificultam a respiração da pele e a redução natural da temperatura durante o calor.

O nosso organismo acaba absorvendo parte do calor quando estamos em um dia muito quente. É por isso, na verdade, que sentimos “calor”: nosso corpo é mais frio do que a temperatura lá fora e, assim, recebemos calor na troca energética natural que ocorre.

O nosso corpo, no entanto, tem mecanismos próprios para lidar com esse calor, como o suor. Além disso, ele também precisa de ajuda externa para lidar melhor com a situação.

Roupas mais confortáveis ajudam a pele a respirar melhor e a reduzir mais a temperatura, enquanto roupas apertadas impedem esse processo.

Pronto! Agora que você já viu a importância do cuidado da pele no verão e também já aprendeu algumas dicas para se proteger, pode começar a estabelecer uma rotina de cuidados quando o verão chegar. Lembre-se de que o Brasil é um país conhecido por ter um verão muito intenso, com temperaturas altíssimas e forte presença do sol no dia a dia. É verdade que também temos grandes pancadas de chuvas no fim da tarde para refrescar um pouco, mas o fato é que os horários mais intensos do dia oferecem certo risco.

Gostou do conteúdo? Então compartilhe-o nas redes sociais para que mais pessoas vejam essas dicas!