Porto Belo, Santa Catarina, Brasil. 27/5/2020 –

A pandemia causada pelo Coronavírus e as mudanças climáticas são dois fatores que farão mudar a forma de pensar a urbanização no futuro. Seguindo essa diretriz, a Embralot (Empresa Brasileira de Loteamentos) está um passo na frente, com vários projetos que nos fazem refletir sobre o papel da construção civil na vida das pessoas.

A pandemia causada pelo Covid-19 será um elemento fundamental no inter relacionamento que teremos a futuro com a natureza. A imprudência e a falta de pesquisa para realizar os testes bacteriológicos, a falta de estrutura e investimento no setor da infectologia, já abre debates aprofundados sobre o futuro dos investimentos em ciência e tecnologia. 

As mudanças climáticas também são uma questão cada vez mais forte nas tabelas de discussão nos últimos anos, devido à clara preocupação em investigar, documentar e reverter os danos com estratégias multidisciplinares que buscam sensibilizar a sociedade para a realidade atual. A construção sustentável deriva do conceito de “sustentabilidade”, que segundo a Comissão Mundial de Meio Ambiente e Desenvolvimento é “desenvolvimento que atende às necessidades do presente, sem comprometer a capacidade das gerações futuras de atender próprias necessidades.”

A construção civil é o segmento que consome mais matérias-primas e recursos naturais do planeta. A construção sustentável, portanto, tem um papel fundamental no desenvolvimento e incentivo da indústria da construção. Produtos e suprimentos ambientalmente corretos, que serão absorvidos pelo próprio trabalho, impactando positivamente em toda a sociedade quanto à preservação dos recursos naturais.

A construção de parques urbanos são uma forma de contribuir no curto e no longo prazo com a preservação da matéria prima essencial para a construção civil: a terra, e os frutos que nascem dela. Além disso, os parques urbanos auxiliam na promoção da qualidade de vida e da conscientização ambiental da população, transformando áreas degradadas em lugares valorizados e atrativos para as pessoas. 

Quando implantados com planejamento adequado, esses parques auxiliam muito na preservação do local, pois são acompanhados de uma série de medidas que devem ser seguidas para diminuir ao máximo os impactos ambientais que uma área de conservação localizada no meio da cidade pode enfrentar. Dito isso, o Parque Lagoa do Perequê, um projeto desenvolvido pela Embralot, Empresa Brasileira de Loteamentos, é um parque de preservação que busca revitalizar e valorizar a área em questão, respeitando as diretrizes ambientais e culturais do local.

“A responsabilidade ambiental é um conceito que a Embralot vem trabalhando desde a sua fundação. A criação de centros urbanos com áreas preservadas, como o Colinas de Camboriú Village e de condomínios inseridos em contextos de natureza forte como o Jardim Europa Loteamentos, tem nos permitido urbanizar de maneira responsável em diferentes regiões de Santa Catarina. O projeto do Parque da Lagoa do Perequê vai permitir que muitas famílias possam desfrutar de um passeio próximo de um ambiente natural, é uma forma em que a Embralot está dando um retorno ao município de Porto Belo, onde já temos projetado e desenvolvido obras como o ABC Business Park, o único condomínio empresarial e multissetorial às margens da BR101” disse Thiago Cabral, CEO da Embralot e a ABC Empreendimentos.

Nele, são propostas a implantação de três edificações públicas, buscando integrar e trazer a população para dentro do parque. Sendo elas uma edificação destinada a sede da Fundação Ambiental do Município, uma com museu e auditório para educação ambiental e outra destinada a um salão de eventos.

O parque também conta com uma cafeteria, um mirante para a lagoa, um anfiteatro aberto, playground e decks de passeio pela vegetação preservada, todos esses atrativos tem o intuito de atrair a população para dentro do parque, aproximando as pessoas da natureza.

A Embralot decidiu trabalhar num grande diferencial do parque, que  é a implantação de decks elevados que permeiam pela vegetação existente, criando trilhas e caminhos que fazem uma intervenção mínima na vegetação. Essas trilhas chegam todas em uma grande área de deck elevado, de onde se pode ter acesso ao café e demais atrativos do parque.

O parque conta com uma guarita para controle de entrada com a ideia de gerar segurança ao local. Os projetos de todas as edificações foram pensados para aproveitar a luz e ventilação natural, diminuindo o uso de energia elétrica.

Também serão implantadas áreas de paisagismo e convivência para integração dos usuários, e um ponto importante do projeto é que foi pensado em conjunto com a FAMAP com o objetivo de atender as necessidades da fundação ambiental e da população da cidade.

Com uma equipe de engenharia com mais de 40 anos de experiência em diversos tipos de empreendimentos, a Embralot desenvolve e executa projetos de loteamentos com total infraestrutura, em toda a região Sul do Brasil, desde 2011.  

Website: http://Embralot.com.br