Agregue valor ao seu negócio, Recicle!

Para agregar valor ao seu negócio, muitas empresas investem em campanhas de marketing, no aumento da qualidade dos produtos ou serviços, além de ações para destacar o empreendimento dentro do mercado.

No entanto, a reciclagem pode ser uma ótima forma de valorização do seu negócio, ao mesmo tempo em que ajuda na redução de custos e contribui para o fomento de uma consciência ambientalmente correta, ao lado do desenvolvimento sustentável.

Segundo informações do Panorama dos Resíduos Sólidos no Brasil, publicado em 2016 pela Abrelpe (Associação Brasileira de Empresas de Limpeza Pública e Resíduos Especiais), o Brasil é responsável por produzir 78,3 milhões de toneladas de lixo por ano.

De toda a quantidade de resíduos gerados, o país somente conseguiu realizar a coleta correta de 71,3 milhões de toneladas. Ou seja, temos um índice de cobertura de coleta de 91%.

Mesmo assim, 7 milhões de toneladas de resíduos não foram coletados da maneira correta e, portanto, tiveram destinação imprópria e inadequada. 

Colocando em perspectiva, apenas 15% do total da população têm acesso à reciclagem de lixo em nosso país. O restante (85% da população) não realiza a destinação correta do lixo.

O artigo de hoje vai mostrar como o ato de reciclar pode ser extremamente benéfico para as empresas. Acompanhe a leitura!

A importância e as vantagens da reciclagem

A reciclagem é um conceito bastante conhecido, principalmente pelos diferentes tipos de empresa de gerenciamento de resíduos que trabalham com um sistema de gestão ambiental altamente estruturado, para a contenção de impactos na natureza.

Por meio de um conjunto de técnicas, os resíduos dão origem a um novo produto ou uma nova matéria-prima, que pode ser reaproveitada pelo seu negócio, ou até mesmo, valer como um produto novo para a venda.

Mas além é contribuir com o meio ambiente, a reciclagem também pode ajudar na redução de custos e no aumento da margem de lucro. 

Por conta disso, muitos negócios têm buscado recursos para investir nos métodos de reciclagem.

Vale dizer que, fora os benefícios, a reciclagem também faz parte do conjunto de obrigações detalhados na Política Nacional de Resíduos Sólidos (PNRS), a Lei 12.305/2010, que define a ordem de prioridade para a gestão de resíduos.

Entre os principais objetivos da PNRS, destacam-se a redução do lixo, a reutilização de materiais e a reciclagem de produtos. 

A política também conta com especificações sobre o tratamento de efluentes industriais, outro processo que deve ser feito da maneira correta, para diminuir os impactos no meio ambiente.

Atualmente, o governo e as ONGs estão cobrando posturas responsáveis das empresas em relação à sustentabilidade. Ou seja, o crescimento econômico deve estar alinhado à preservação do meio ambiente. 

Por isso, atividades de coleta seletivo de lixo, reciclagem do alumínio e do papel já são comuns em várias organizações.

A reciclagem de lixo eletrônico também é um trabalho importante para a cadeia produtiva, já que a destinação correta dos resíduos é fundamental para garantir a sustentabilidade dos negócios e, assim, preservar o meio ambiente, com melhores resultados na economia.

Ademais, o processo de reciclagem é capaz de gerar riquezas, já que os materiais reciclados diminuem os custos de produção e geram empregos nos mais diferentes setores econômicos (catadores, centros de reaproveitamento, etc).

Muitos desempregados encontram oportunidades no ramo da reciclagem, conseguindo renda para a manutenção de suas famílias. As cooperativas de catadores de papel e alumínio aparecem como uma das grandes opções de geração de emprego.

Portanto, a reciclagem apresenta-se como uma solução altamente viável, tanto em termos econômicos, quanto ambientais.

4 dicas para aplicar a reciclagem no seu negócio

Apesar das inúmeras vantagens da reciclagem, é necessário saber quais materiais são passíveis de reaproveitamento, além de conhecer os processos certos para transporte de resíduos e transformação dos produtos.

Abaixo, seguem algumas dicas de como aplicar a reciclagem na sua empresa e agregar valor ao negócio. Confira!

1 – Projetos de redução de materiais

Antes de reciclar, é preciso saber como reduzir o uso de certos materiais. 

Por exemplo, os copos descartáveis, apesar de serem fabricados em plástico, normalmente não são reciclados, devido ao baixo preço pago pelas empresas de reaproveitamento.

Comuns em vários empreendimentos, como escritório de engenharia civil, lojas e recepções, os copos descartáveis podem ser substituídos por utensílios reutilizáveis, como os copos de vidro.

Outra redução que pode ser colocada em prática é a do desperdício. Por exemplo, empresas com cozinhas devem aproveitar ao máximo os alimentos, com a preparação de receitas com os itens que não foram utilizados. 

Também é possível armazenar esses alimentos da maneira correta, em recipientes fechados, ou congelá-los.

Ainda na questão do desperdício, outro projeto sustentável pode ser a modificação das descargas, com a instalação de uma válvula de duplo acionamento. Isso ajuda na economia de água e, como consequência, reduz os gastos hídricos.

2 – Cumprimento da norma ISO 14001

O sistema de gestão ambiental iso 14001 determina as principais diretrizes para identificação e gestão de riscos ambientais dentro das empresas. 

Desse modo, é possível exigir o comprometimento com a preservação do meio ambiente, até mesmo dentro dos processos administrativos. 

O objetivo da norma é a implementação e aprimoramento constante de um sistema de gerenciamento, que garanta a conformidade da política ambiental adotada.

Assim, para ajudar as empresas nesta empreitada, existem consultorias especializadas, com serviços de assessoria, treinamento e auditoria.

3 – Projetos para destinação de resíduos

A coleta seletiva deve ser incorporada à cultura organizacional da empresa, conforme as recomendações da Política Nacional de Resíduos Sólidos. 

Pensando nesse processo, é importante destacar que cada material é reciclado de uma maneira própria – algo que deve ser levado em consideração.

No caso dos resíduos orgânicos, eles podem ser separados e transformados em adubo. Entre outros projetos de destinação de resíduos, encontram-se:

  • Resíduos secos, como metal, papel e papelão;
  • Resíduos de limpeza, como produtos de higiene pessoal;
  • Resíduos orgânicos, incluindo folhas secas;
  • Resíduos não reaproveitados, como os de risco biológico.

Vale dizer que, além dos projetos de reciclagem do lixo comum e a coleta seletiva convencional, devemos ter atenção com alguns resíduos específicos, por exemplo, as lâmpadas fluorescentes (que contêm mercúrio na composição) e o lixo eletrônico (e-lixo).

Ao separar pilhas, baterias, lâmpadas e outros rejeitos eletrônicos para o descarte correto, é possível evitar a contaminação do meio ambiente por metais pesados. Inclusive, é uma das recomendações da estação de tratamento de efluentes industriais.

Após a separação e armazenamento correto, é necessário solicitar que empreendimentos habilitados façam o manuseio e a reciclagem. 

O seu negócio pode instalar um ponto de coleta, incentivando a prática do descarte pelos colaboradores.

Desse modo, além de favorecer a reciclagem, tem-se uma boa implementação de uma campanha de marketing verde, algo diferencial na sua empresa e no mercado.

4 – Uso de materiais reciclados na empresa

Além da coleta seletiva e a correta destinação dos resíduos, as empresas também podem usar os materiais reciclados. 

Como exemplo, temos os estabelecimentos feitos totalmente com itens reaproveitados, como um container escritório.

Também é possível fazer o uso de papéis reciclados para contratos, arquivos e demais documentos da empresa.

Passo a passo para a reciclagem de resíduos

A reciclagem de resíduos é um processo relativamente simples, e para isso, e necessário seguir alguns passos:

Primeiro: separe o material reciclável

Faça a separação dos resíduos, como o plástico, papelão, isopor, metal (aço, alumínio), embalagens longa-vida, vidro, etc.

Segundo: lave o resíduo

O resíduo que será destinado e corretamente encaminhado para a reciclagem deve ser limpo, para evitar a contaminação de outros materiais. 

A sujeira pode inviabilizar a reciclagem e, por conta disso, vale a pena higienizar o produto, antes do transporte.

Terceiro: encaminhe para a coleta seletiva

Depois de lavado, está na hora de encaminhar o resíduo para a coleta seletiva. Caso tenha alguma na empresa, essa etapa fica muito mais fácil.

Conclusão

A reciclagem é um processo muito importante para a sociedade. Hoje em dia, há um aumento da consciência ambiental, inclusive dentro das empresas, que buscam alternativas para diminuir os impactos ao meio ambiente, ao mesmo tempo em que é possível reduzir alguns custos e contribuir com a produtividade.

Por conta disso, a reciclagem é capaz de agregar valor ao seu negócio, ainda mais porque os clientes também estão preocupados em adquirir produtos e serviços em empreendimentos que adotam o marketing verde a uma cultura organizacional voltada ao desenvolvimento sustentável.

Sendo assim, é cada vez mais necessário pensar em projetos de reciclagem e encaminhamento de resíduos sólidos, além de outras campanhas que envolvem o reuso de materiais e redução do desperdício, como forma de contribuir com a sustentabilidade e refletir a consciência ambiental.
Esse texto foi originalmente desenvolvido pela equipe do blog Guia de Investimento, onde você pode encontrar centenas de conteúdos informativos sobre diversos segmentos.