O mercado livre de energia fechou o ano de 2019 com uma economia superior aos 34% dada aos clientes

Fundada em 2017, a Argon Energias nasceu com o objetivo de se tornar uma referência em comercialização no setor elétrico, com foco absoluto no trading e em soluções estruturadas. Seus profissionais acumulam mais de 30 anos de experiência no mercado elétrico e 15 anos na comercialização, com mais de 50.000 GW/h comercializados e receitas administradas acima dos 100 bilhões de reais. Toda a sua expertise de mercado e vivência do setor está sendo colocada à disposição da imprensa nacional.

O Mercado Livre de Energia completa 22 anos no Brasil agora em 2020 e representa todas as mudanças que o consumidor busca hoje no setor elétrico. E é exatamente esse foco de uma parceria confiável na orientação de migração, controle de contratos, questões legais, gestão de riscos e comercialização que a Argon entrega aos seus clientes e contrapartes. “Nascemos para ser uma das referências em comercialização no setor elétrico, com absoluta ênfase em trading e soluções estruturadas”, comenta o diretor presidente Moacyr Carmo.

Foram consumidos em 2019 no mercado livre de energia 20.190 MW médios. Isso foi somada a uma economia acumulada nas contas desses clientes livres em torno de R$ 190 bilhões nos últimos 17 anos. Apenas no ano de 2019 a tarifa de energia média mo Mercado Livre representou uma economia de 34%. Historicamente os clientes livres conseguem uma economia anual entre 20 e 30%. Já temos hoje 6.870 consumidores livres operando no mercado nacional, dos quais 1.161 ingressos em 2019, o que dá um aumento de 20% sobre o ano anterior.

A nova proposta de uma comunicação corporativa mais avançada para a marca Argon Energias pretende contribuir de forma discreta, mas extremamente profissional, com as informações que circulam hoje no mercado, colocando à disposição de seus clientes, da imprensa e dos pares de mercado em geral toda a experiência de atendimento e, principalmente, “o posicionamento e a opinião que temos com a nossa expertise no mercado livre de energia no Brasil”, diz Moacyr Carmo.