“O mercado cambial começa essa primeira segunda-feira (6) do ano bastante nervoso e volátil. A Bolsa de Valores teve seu momento de euforia no último pregão, batendo o recorde acima dos 117 mil pontos.

Esse e outros fatores fizeram com que com o dólar caísse para R$ 4, como era previsto. A expectativa positiva do mercado diminuiu, porém, quando no primeiro dia útil de 2020 os Estados Unidos mataram um dos principais líderes políticos do Irã.

O fato causou pânico no mercado mundial, levando a Bolsa de Valores a uma queda de 0,80% e uma alta de 0,75% do dólar, fazendo com que a moeda chegasse aos R$ 4,05. Do outro lado, o evento geopolítico levou o ouro a quebrar recordes, já que o metal serve como proteção de capital dos investidores em tempos de crise.

Nessa segunda o ouro atingiu US$ 1.588,12 a onça, a maior cotação desde 2013”, pontua Mauriciano Cavalcante.