O Hospital de Campanha dos Bombeiros vai funcionar no Rio Comprido.
O Hospital de Campanha dos Bombeiros vai funcionar no Rio Comprido.

A partir desta segunda-feira, começa a funcionar o Hospital de Campanha do Corpo de Bombeiros, no Rio Comprido, ao lado do Hospital Central Aristarcho Pessoa (HCAP). A decisão foi tomada pelo comando da corporação devido ao aumento do número de casos de coronavírus entre os bombeiros. Um gabinete de crise foi criado e uma das metas é a ampliação dos leitos e mais vagas para marcação de consultas no hospital.

O secretário de Defesa Civil e comandante-geral do Corpo de Bombeiros, coronel Leandro Monteiro, explicou que a nova unidade vai oferecer vagas exclusivas para casos suspeitos ou confirmados da doença em auxílio ao hospital dos bombeiros.

— O Hospital de Campanha vai oferecer atendimento emergencial aos bombeiros ativos, inativos e seus dependentes, contribuindo também para desafogar os hospitais públicos e privados. A reformulação no sistema de saúde dos bombeiros terá caráter definitivo, mesmo depois da pandemia – afirmou o oficial.

Para enfrentar o problema, foi criado um Gabinete de Crise no Corpo de Bombeiros. Foram trocados os comandos da diretoria de saúde da corporação e a direção do hospital. O gabinete, que já teve a sua primeira reunião, no sábado, é comandado pelo coronel Marcelo Pinheiro, chefe do Estado-Maior Geral do Corpo de Bombeiros, e conta também com oficiais dos setores administrativo, logístico e de finanças.

— Estamos trabalhando para aumentar em caráter emergencial o número de leitos e de consultas, um antigo gargalo no hospital da corporação – conclui o coronel Leandro.