19/11/2013 –

A Caixa Econômica Federal iniciou a implantação de sua nova plataforma de agência, o SISAG — Sistema de Automação de Produtos e Serviços Bancários de Agência — em mais de 3800 unidades próprias. O novo sistema será utilizado por todos os funcionários que estão envolvidos diretamente com o atendimento ao público, de gerentes aos caixas e funcionários de retaguarda. Além de uma navegação fácil e arquitetura de última geração, com o novo sistema a CAIXA promoveu sua independência tecnológica e possui agora uma solução atualizada e com gestão centralizada.

Desenvolvido pela Diebold, o SISAG já foi implantado até agora em mais de 2.300 agências, e a previsão é que até o final de 2013 esteja em todos os pontos de atendimento da CAIXA. De acordo com João Abud Junior, presidente da Diebold Brasil, o SISAG atenderá com grande eficiência às novas demandas do mercado bancário e financeiro. “Trata-se de um projeto grandioso iniciado há cerca de quatro anos, quando a instituição decidiu migrar seus sistemas principais para a plataforma aberta”, disse Abud. O SISAG chega para substituir uma arquitetura proprietária com alto TCO (Total Cost of Ownership), pois exigia do banco uma despesa mensal com pagamento de licenças de software.

O executivo explica que todo o desenvolvimento foi gerenciado pela CAIXA e envolveu um time de cerca de 80 pessoas dedicadas em tempo integral. “Estamos orgulhosos em finalizar esse projeto que apresentou alguns desafios, mas que foram superados graças à expertise de uma equipe bastante acostumada à realidade do segmento bancário”, comemorou.

O SISAG foi objeto de uma licitação vencida pela Diebold em 2008; desde então a empresa esteve trabalhando no projeto que permaneceu por mais de um ano em ‘piloto’. A nova plataforma foi desenvolvida em linguagem Java e código aberto. É aderente aos princípios de uma arquitetura orientada a serviços financeiros e está preparada para suportar o crescimento do banco.

“A grande vantagem do SISAG é que possui independência de plataformas, seja de hardware ou software, como sistemas operacionais, servidores de aplicação e sistemas de gerenciamento de bancos de dados”, detalhou Marco Aurélio Rodrigues, gerente de Suporte e Serviços Profissionais da Diebold Brasil. Ele informa ainda que agora o banco possui autonomia em relação a todos os códigos-fontes do sistema e que toda sua arquitetura, componentes e casos de uso foram previamente aprovados pelas áreas de tecnologia da instituição.

A CAIXA, que completou 152 anos em janeiro passado, é o segundo maior banco público do Brasil. Com cerca de 75 milhões de correntistas é o principal agente financeiro das políticas públicas do Governo Federal, estando à frente dos mais importantes programas, como Minha Casa, Minha Vida (PMCMV), Programa de Aceleração do Crescimento (PAC) e Programa Bolsa Família. Já presente em todos os municípios do Brasil, a rede CAIXA é composta, hoje, por 3.864 unidades próprias (479 com Penhor), sendo 3.188 agências, 676 postos de atendimento e 18 unidades móveis, além de 12.675 casas lotéricas, 22.239 correspondentes CAIXA Aqui e 6.708 pontos de autoatendimento, com 27.719 equipamentos.