Brasília, DF 2/6/2020 – Segundo os psiquiatras Jose C Appolinario e Josue Bacaltchuk (2002), os avanços da farmacoterapia têm auxiliado no tratamento de transtornos alimentares.

Ativos manipulados ajudam a manter o equilíbrio e a evitar os gatilhos da fome emocional

Com o isolamento social as pessoas estão mais sujeitas a quebra da rotina, falta de contato social e dificuldade em saber lidar com o novo. Tudo isso pode gerar tristeza excessiva, estresse, ansiedade e, junto a esses problemas emocionais, a compulsão alimentar.

O que é compulsão alimentar e qual sua relação com a ansiedade

Os impactos dos acontecimentos causados pela pandemia de coronavírus somados às manifestações de transtorno de ansiedade ou depressão, desencadeia um processo de episódios de transtornos compulsivos alimentares.

A compulsão alimentar é o consumo de grandes quantidades de comida de uma só vez ou o comer constante durante um determinado período, ela pode ser classificada em 3 tipos: obesidade, transtorno da compulsão alimentar periódica (TCAP) e transtorno obsessivo compulsivo (TOC) por alimentos.

Esses impulsos são gerados pela ansiedade, provocada pelo desequilíbrio de alguns neurotransmissores como a dopamina e a serotonina, responsáveis pela sensação de prazer e bem-estar.

Medicamentos manipulados no tratamento de transtornos alimentares

Dados da Organização Mundial de Saúde (OMS), divulgados em 2019, indicam que o TCAP atinge cerca de 2,6% da população mundial. Segundo os psiquiatras Jose C Appolinario e Josue Bacaltchuk (2002), os avanços da farmacoterapia têm auxiliado no tratamento de transtornos alimentares, dentre eles a compulsão alimentar.

Os psiquiatras ainda afirmam que o uso de medicamentos no tratamento do transtorno alimentar envolve o controle da obesidade, dos quadros de depressão e, também, a melhora ou redução dos episódios de compulsão.

Diante disso, a Quality Manipulação, com mais de 7 anos de experiência em farmacoterapia, apresenta abaixo alguns ativos para o auxílio no tratamento da compulsão alimentar:

Zembrin

Promove o alívio rápido e eficaz dos sintomas do estresse e ansiedade, melhora a disposição, o humor e a cognição.

Crocus Sativus

Reduz a compulsão alimentar, pois estimula a sensação de saciedade, inibe a recaptação de serotonina e aumenta dopamina. Indicado em tratamentos de perda de peso e depressão leve e moderada.

5 hidroxitriptofano

Precursor natural da serotonina, um neurotransmissor que atua no controle do sono, apetite e humor. Transmite sensação de bem-estar e estimula a produção de melatonina, hormônio que regula os ciclos do sono. A deficiência de Hidroxitriptofano provoca depressão, ansiedade, insônia, descontrole do apetite, desordens obsessiva e compulsiva, fobia social e síndrome pré menstrual.

Relora

Reduz a compulsão alimentar causada pelo estresse, diminui a depressão e a fadiga. Seu efeito ansiolítico e tranquilizante normaliza os níveis de cortisol, melhora humor, aumenta o vigor, estimula o desempenho físico na realização das atividades diárias e regulariza o sono.

Saffrin

Auxilia na perda de peso associado com o controle da saciedade, redução do estresse, diminuição da ansiedade e dos sintomas da depressão pela inibição da receptação de serotonina.

DNF 10

Regulariza a fome e a saciedade, controla a ingestão alimentar, reduz o acúmulo de gordura abdominal, auxilia na perda de peso e previne o seu ganho.

L-Theanina

No cérebro, aumenta a produção de serotonina e dopamina. Reduz os sintomas da TPM, a ansiedade, pressão alta, estresse, ansiedade, e melhora a capacidade de aprendizado.

Magnésio

Aumenta o relaxante Gaba, combate a fadiga crônica, estresse, ansiedade e depressão.

Vitamina D3

Neuro protetora e reguladora da produção de serotonina no organismo, que por sua vez, combate a depressão, regula o humor, o apetite e a sensação de saciedade.

Vitamina B6 e B9 (Ácido Fólico)

Determinantes na síntese de serotonina no corpo. Sua carência na dieta influencia diretamente sobre o humor.

Vitamina B12

Essencial para a saúde do sistema nervoso central. A carência dela pode provocar depressão, tristeza e desânimo.

Passiflora Incarnata

Utilizado como tranquilizante.

Phenibut

Age sobre a indução do sono REM e na estimulação de GH, por ser semelhante ao GABA, induzir relaxamento.

Endorfeel Nutri

Composto natural que proporciona a liberação de ß-endorfinas, transmissor de sinais de conforto e bem-estar.

Melissa

Contribui para a sensação de relaxamento.

Rhodiola Rosea

Aumenta a habilidade de concentração e a capacidade física e mental, além de promover relaxamento e bem estar.

Ashwagandha

Com ação gaba mimética tranquilizante, reduz a ansiedade, stress crônico e depressão.

Serenzo

Age através da modulação do cortisol, reduz os sintomas gerados pelo estresse, como ansiedade e mudanças do humor, atua sobre os neurotransmissores dopamina e adenosina, contribuindo para a sensação de relaxamento, serenidade e bem-estar.

Taurina

Facilita a produção GABA e acalma o sistema nervoso, controlando a ansiedade e estresse.

Gaba

Ativador cerebral responsável por estimular a memória, a atenção e a concentração. É também muito eficaz para controlar ansiedade, inquietação, irritabilidade e fadiga.

Valeriana

Planta com poder sedativo.

 

REFERÊNCIA 

APPOLINARIO, Jose C.; BACALTCHUK, Josue. Tratamento farmacológico dos transtornos alimentares. Brazilian Journal of Psychiatry, São Paulo, v. 24, ed. 3, 2002. DOI https://doi.org/10.1590/S1516-44462002000700012. Disponível em: https://www.scielo.br/scielo.php?pid=S1516-44462002000700012&script=sci_arttext. Acesso em: 22 maio 2020.

Website: https://qualitymanipulacao.com.br/