Como as empresas estão se reinventando em momentos de crise

São Paulo, SP 14/5/2020 –

Diante de uma pandemia, é essencial adotar medidas para se reinventar e sair ainda mais forte da crise. Como empresas estão enfrentando esse momento?

A pandemia que mudou completamente as relações humanas e de trabalho resultou, em grande parte do mundo, em muitas demissões e readequações das companhias para sobreviverem. Muitas ações já foram adotadas para se reinventar nesta fase de coronavírus.

Para se ter ideia do impacto disso na situação das empresas, uma pesquisa do Centro de Estudos de Mercado de Capitais (Cemec), da Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas (Fipe), indica que até metade das grandes empresas em funcionamento pode ficar com caixa negativo em três meses.

Diante de um cenário de incertezas, investir na renovação de um negócio e dos serviços oferecidos é essencial. Um exemplo é a One Choice, empresa de recrutamento e seleção de profissionais que, até a recente crise na economia mundial, atuava com outsourcing e hunting, mas agora já enxerga além.

“Com as demissões em massa e uma situação pouco favorável para contratações a curto prazo, investimos na criação de cursos e treinamentos online e ampliamos nossas opções de serviços”, explica Gabriel Silva, CEO da One Choice.

Ele explica que, em um primeiro momento, muitos serviços de recrutamento e orientação dos candidatos, como análise de currículo, serão oferecidos gratuitamente a quem estiver sem trabalho nesse momento. Depois, haverá pacotes de serviços para quem desejar uma abordagem mais completa. 

“Faremos uma ação social com os profissionais que perderam o emprego devido à crise atual, com edição de currículo gratuita e conteúdos exclusivos com dicas sobre atualização de perfil no LinkedIn, simulação de entrevistas, coaching e mentoria de carreiras”, explica Gabriel. Ele enfatiza que esses serviços serão oferecidos com uma análise completa e três tipos de pacotes de serviço, incluindo testes e acompanhamentos de especialistas – tudo para aumentar as chances de o candidato ser contratado mesmo em tempos de crise.

Diante do cenário de desemprego no Brasil e das projeções feitas por especialistas – o Instituto Brasileiro de Economia da Fundação Getúlio Vargas (FGV Ibre) calcula que essa taxa salte dos atuais 11,6% para 16,1% já neste trimestre, representando cerca de 17 milhões de pessoas sem trabalho – a necessidade de se reinventar para sobreviver no mercado e continuar empregando é obrigatória.

“Já no final do mês de maio, também lançaremos um programa de treinamento com dicas de carreira e como se reinventar na carreira profissional”, completa.  “Tudo o que estiver voltado a desenvolvimento humano e carreira será ampliado e trabalhado em várias frentes”, conta o executivo da One Choice. 

Website: https://edutech.onechoice.com.br/