Parece uma tarefa fácil, mas muitas pessoas têm dificuldades em escolher aparelhos voltados à computação. E, quando o assunto é notebooks, surgem muitas dúvidas, o que torna a escolha difícil. Por isso, selecionamos as melhores dicas de como escolher um notebook.

A quantidade de notebooks vendidos tem aumentado bastante, principalmente após o início da pandemia. Entre tantos motivos, está a necessidade de trabalho e estudo remotos. 

E na hora de comprar um notebook, a escolha do melhor equipamento não é uma tarefa fácil, pois há muitas marcas e modelos disponíveis no mercado. São muitas configurações diferentes que geram diversas dúvidas ao usuário. Por isso, este artigo tem o objetivo de trazer algumas dicas importantes para deixar essa tarefa um pouco mais fácil. 

Vantagens e desvantagens de um notebook 

Assim como qualquer produto, o notebook possui suas vantagens e desvantagens. Por isso, antes de entender sobre as características importantes para ficar atento na hora da compra, é importante saber quais os pontos positivos e negativos desse equipamento. 

Vantagens 

• Mobilidade, ou seja, pode ser levado para qualquer local; 

• Não há necessidade de adicionar periféricos, o notebook é um equipamento completo; 

• A bateria do notebook o torna independente e permite trabalhar por algumas horas sem conexão à rede elétrica;  

• A maioria dos modelos possuem Wi-Fi, o que garante a conexão à internet sem uso de cabos. Basta somente que o local tenha uma rede sem fio disponível. Muitos restaurantes, aeroportos e cafeterias oferecem esse benefício. 

Desvantagens 

• Equipamento mais sensível, portanto, é necessário ter um cuidado maior. O notebook é mais vulnerável a quedas e danos, exatamente por ser levado e deixado em qualquer lugar; 

• A reinstalação de sistema operacional não é tão favorável nesse tipo de equipamento; 

• Diferentemente do computador, quando há um problema em alguma peça, a troca é um pouco mais complexa. O teclado, por exemplo, o equipamento todo precisa ir para o conserto. 

Como escolher um notebook bom?

  1. Escolha do Processador 

O processador é o cérebro do computador/notebook. Ele quem processa todas as informações. Portanto, a depender das atividades a serem realizadas pelos usuários, a sua velocidade fará toda a diferença. Os processadores com grande potência certamente darão conta de qualquer atividade. 

Para aqueles usuários que utilizam programas mais pesados, como edição de vídeos ou rodam jogos bem pesados, o ideal é ter esses processadores com maior potência. 

Já aqueles que realizam atividades mais rotineiras, como acesso à internet, visualização de vídeos, edição de textos e planilhas, um processador intermediário dá conta do recado. 

É importante estar atento ao chip do processador, eles são atualizados regularmente. Quanto mais recentes o chip, melhor. 

As fabricantes Intel e AMD fabricam uma gama de processadores, para todo o perfil de usuários. É possível encontrar notebooks com core i5 e i7 que rodam a maioria dos softwares da atualidade. Assim como os AMDs Ryzen 5 e Ryzen 7, também são ótimas opções intermediárias. 

  1. Memória SSD

As memórias SSD são as mais vantajosas, pois gravam e leem os arquivos de forma mais rápida. Além de serem mais resistentes e terem maior durabilidade. 

O único problema é que elas são mais caras e por isso muitos modelos trazem uma capacidade menor. Por isso, uma boa estratégia é ter armazenamento em nuvem, para compensar essa redução da capacidade.

  1. Conexões

Muitas vezes é preciso conectar outros dispositivos ao notebook. Pendrives, mouses, projetores, cartões de memória, esses são alguns exemplos. Por isso, o ideal é que o equipamento tenha um número bom de conexões. 

É necessário que o notebook tenha portas USB, HDMI, Adaptador ou Porta Ethernet, leitor de cartão de memória e entrada para fones de ouvido e microfone. 

Para diminuir o tamanho do equipamento, as empresas costumam reduzir a quantidade e até retirar alguns tipos de conexões, por isso verifique suas necessidades e veja se o modelo escolhido é compatível.

  1. Memória RAM

Os aplicativos e dados ficam guardados na memória RAM e assim disponíveis para o acesso sempre que necessário. Por isso, a capacidade da memória RAM também é importante, quanto mais memória, mais possibilidades para realizar tarefas ao mesmo tempo. 

A depender da atividade que você pretende realizar, será perda de tempo investir em um equipamento com menos de 8gb de RAM.

Uma RAM de 8 GB tem capacidade para rodar o sistema operacional e diversas aplicações diárias sem dificuldades, seja para estudar, usar as redes sociais ou usar programas. Já se o usuário necessita rodar jogos pesados, editar vídeos e imagens 3D, por exemplo, o ideal é escolher memórias com capacidade de 16GB ou mais.

  1. GPU – Chip Gráfico

A maioria dos equipamentos já vem com a GPU integrada ao seu processador. Quanto mais o processador for avançado, a GPU também terá maior capacidade. 

Para atividades de games mais leves, visualização de vídeos e aplicativos mais comuns, a GPU integrada, de modelos mais simples, costuma ser suficiente. Agora para aqueles usuários que pretendem rodar aplicativos mais pesados e que exijam alta capacidade gráfica, será necessário modelos que tenham GPU dedicada, ou seja, os chips gráficos que sejam exclusivos e separados do processador. 

Dicas para escolher o melhor notebook

Mesmo com a evolução dos notebooks atuais é importante ficar atento quando a escolha do equipamento ideal: ele deve ter as conexões necessárias e o Hardware precisa ser compatível com as suas atividades.

Diante de tantas ofertas no mercado é necessário que cada usuário entenda a sua necessidade e o seu estilo. Cada pessoa possui uma forma diferente de lidar e interagir com a tecnologia. Cada recurso e funcionalidade atende as necessidades individuais de cada usuário. 

Por isso, para escolher um bom notebook, o que deve ser levado em conta, primeiramente, é a necessidade de cada pessoa e o valor que ela poderá investir nessa compra. Somente após saber suas necessidades e seu investimento máximo, o usuário poderá escolher outros recursos como designer, marca preferida e recursos extras. 

Mas seja qual for a escolha, o usuário deve saber que todos os produtos possuem suas vantagens e vantagens. Por isso, para fazer a opção correta é necessário muitas pesquisas e boas leituras a respeito do equipamento desejado.