Você sabe como funciona a cobrança por bandeira de taxista? Esse é um saber que deveria estar na cabeça de todo brasileiro, uma vez que serviço de táxi é algo que está presente em praticamente todo estado, cidade e município do Brasil. 

O que para o brasileiro é ótimo, uma vez que não é sempre que dá para depender de transporte público. O transporte público tem os próprios horários, e sempre existe a chance de acabar perdendo o transporte por chegar minutos atrasados. Dessa forma, a flexibilidade que se ganha ao contratar um serviço de táxi é essencial para os dias de hoje.

Mas para poder usar desse serviço de cabeça tranquila, sem sustos e sabendo exatamente quanto vai pagar, e se está pagando um valor que condiz com a corrida, é muito importante que o passageiro saiba como funciona a cobrança por bandeira de taxista. E hoje, vamos ensinar exatamente como cada bandeira existe, se existe mais de uma, e onde você pode encontrar um serviço confiável.

A legislação por trás

No Brasil os serviços de táxi são regulamentados separadamente por cada legislação municipal, ou seja, cada lugar tem suas regras em como a licença funciona, quais os valores cobrados, horários para cada bandeira e tudo mais em relação ao serviço de táxi.

Por conta dessa individualidade, a prefeitura de cada município é totalmente responsável pela cobrança, emissão de licenças, fiscalização e todas as outras burocracias envolvidas.

Bandeira, tarifa, valor inicial


Os dão nome para uma mesma função nesse ramo. Bandeira, tarifa ou valor inicial é o valor que é cobrado assim que alguém entra em um táxi, não importando quantos quilômetros serão rodados ou o tempo que o carro estiver parado.

Isso significa que assim que você entra em um táxi e o taxímetro é ligado, o valor inicial da corrida é automaticamente cobrado. O valor no caso vai variar de uma cidade para a outra, mas existe uma média de R$3,50 entre elas.

Primeira bandeira

A chamada bandeira 1, é cobrada em quase todas as corridas, correspondendo ao valor que é cobrado por cada quilômetro rodado em horários onde existe maior circulação de passageiros. Ou seja, podemos dizer que a bandeira 1 é cobrada nos dias úteis entre o horário das 6 horas às 21 horas, e em finais de semana das 6 horas às 14 horas.

Segunda Bandeira

A bandeira 2 custa mais que a banheira 1, que chega a ser 20% mais cara. E aí ela abrange todos os outros horários que a bandeira 1 não abrange, isto é, das 21 horas até as 6 horas. Sendo aplicada também em feriados, finais de semana depois das 14 horas, e também em corridas onde o táxi tenha que sair do município no qual atua.

Hora parada

Existe também o tempo onde o carro fica parado caso o passageiro necessite, assim o tempo para em engarrafamentos e outras situações adversas onde é cobrado do taxímetro o tempo em que o carro não esta rodando

O valor da hora parada tem um valor que também é fixo, varia de município para município assim como os outros valores. Pegando como exemplo, tem cidades onde a hora parada pode chegar a R$25, e aí o valor vai sendo cobrado de forma proporcional ao tempo que ele passa parado.

Valor final da corrida

O valor final da corrida acaba sendo a soma dos quilômetros rodados das bandeiras 1 e 2 e também do tempo da hora parada, mais o valor inicial.

Como se informar melhor sobre os valores antes de pedir um táxi?

Para evitar surpresas e gastos extras, é muito importante que você se informe e saiba exatamente o quanto pode acabar gastando em uma corrida.

Para isso existem empresas que prestam serviços de rádio taxi, um serviço que visa oferecer uma plataforma de gestão com o intuito de controlar a qualidade, a quantidade, o horário e os valores cobrados pelas corridas feitas por seus colaboradores.

Dessa forma, o cliente sabe que não está apenas negociando um taxista avulso, mas sim com uma empresa que possui todo suporte necessário para ele, caso algum problema aconteça. E sabe também que pode ligar antes para se informar.

É o caso da Rádio Táxi vermelho e branco, que foi a primeira cooperativa de radio taxi do brasil. Fundada em 1975, a empresa usou de toda sua experiência para prestar serviço de qualidade durante todos esses anos, e hoje possui 625 veículos em sua frota com 110 funcionários confiáveis e treinados para prestar o melhor atendimento possível.

A rádio Táxi Vermelho e branco possui um sistema totalmente digitalizado, com um aplicativo para smartphone para facilitar o contato entre o cliente e a empresa, deixando tudo muito mais agilizado.Você pode saber mais sobre eles através do site https://radiotaxivermelhoebranco.com.br/

Então agora que você já sabe como o cálculo é feito, não acabe mais caindo em corridas superfaturadas, sempre tenha atenção ao valor que pode acabar pagando.