As lives ganharam destaque desde o início da quarentena. O que antes era pouco explorado, agora, as marcas estão adotando as lives para se comunicar melhor com clientes, ganharem notoriedade e se fazerem presentes.

Basta um smartphone, um computador com câmera e uma conexão boa com a internet e você estará pronto para começar sua estratégia de live.

Mas, se você ainda se sente inseguro para fazer uma transmissão ao vivo, confira como incorporar as lives nas suas estratégias de marketing.

  • Seja espectador

Se você quer fazer uma estratégia de live assista a uma porção delas, antes de tudo. Observe, veja como os profissionais se comportam, como falam e o que trazem de conteúdo para apresentar, se utilizam materiais de apoio, exemplos, etc. Dessa forma, você já estará mais familiarizado com o recurso.

Como o recurso está disponível em diversos canais, assista lives no Facebook, Instagram e Youtube para entender como a transmissão ao vivo funciona dentro de cada plataforma. Outras plataformas de videoconferência, como o zoom, também funcionam muito bem.

  • Estratégia de entrevista

A live pode ser um canal para você entrevistar uma marca ou profissional da área, que seja representativo para o seu negócio. Você pode transformar o recurso em uma estratégia de pergunta e resposta, por exemplo, tendo um conteúdo dinâmico e muito próximo dos seus seguidores.

Essa estratégia cabe para assessorias de imprensa utilizarem na autoridade de seus clientes, promoverem marcas em feiras e eventos, assim como no planejamento de conteúdo de redes sociais.

  • Como fazer

Ensinar como fazer uma receita, como customizar um produto ou como combinar peça de roupa também são estratégias de live. Afinal, ao ensinar como fazer algo ao vivo é uma oportunidade de gerar engajamento, tirar dúvidas dos seguidores e gerar vínculo.

A estratégia de live “como fazer” pode ser incorporada quando você desejar se conectar melhor com seus seguidores.

  • Crie cursos e treinamentos

Ter recorrência é outra estratégia de live. Você pode criar uma programação com dias e horários definidos por um período e oferecer um curso, mentoria ou treinamento para engajar seus seguidores.

Essa estratégia de live ajuda a acelerar sua presença digital e torna-lo referência.

  • Tempo real

Mostre algo em tempo real. Você pode explorar o recurso de filmar a tela e fazer um passo a passo, por exemplo, apresentar uma extensão útil no dia a dia das marcas, como instalar um aplicativo, usar um software, entre outras novidades.

  • Perguntas e respostas

Se você já tem um blog ativo ou um Instagram, por exemplo, você pode usar as principais dúvidas e perguntas que recebe para fazer uma estratégia de live de perguntas e respostas.

Muitas vezes não é possível responder todos os comentários e interações, por isso, você pode selecionar as dúvidas mais recorrentes para ajudar sua audiência. Além disso, a preferência por assistir um vídeo é maior do que ler um post grande.

  • Traga convidados

Chame profissionais que são do seu segmento ou que possam agregar ao que você já faz. Se você está inseguro em fazer uma live sozinho ou acha que sua marca não vai atrair público, fique tranquilo.

Primeiro é preciso começar e só se começa partindo do número um de seguidor/espectador. Segundo você pode convidar alguém que já tenha presença digital para lhe ajudar nesse reconhecimento e consciência de marca.

Não tenha medo. É preciso arriscar e começar a fazer. Por isso, se prepare, faça uma colinha ou um roteiro para seguir uma linha de raciocínio e não se perder no meio da transmissão.

Talita Scotto é jornalista e diretora da Agência Contatto, especializada em gestão de redes sociais, assessoria de imprensa e produção de conteúdo.