São Paulo, SP 12/5/2020 – O sacado pode oferecer ao fornecedor um ambiente seguro, garantindo antecipação de recebíveis a uma taxa mais competitiva,

Por meio da plataforma, o fornecedor tem acesso a uma oferta de crédito em volume adequado às suas necessidades através dos bancos e fundos homologados na Plataforma Finanfor. Hoje a Plataforma conta com mais de 30 Agentes Financeiros homologados entre Bancos e FIDCs, tendo já operado um volume superior a R$ 8 bilhões nos últimos dois anos.

A pandemia da COVID-19 é o maior desafio da humanidade nos últimos 70 anos.O momento atual se enquadra perfeitamente na Lógica do Cisne Negro, um acontecimento raríssimo, que produz efeitos sobre praticamente todos os campos da vida humana.Em países como o Brasil, as dimensões econômicas da pandemia projetam um cenário bem mais preocupante do que em outros locais do mundo. Milhares de empresas que viram suas atividades reduzidas de maneira súbita ou mesmo completamente paralisadas.

Em alguns setores do varejo, a queda nas vendas já chegou à casa dos 80%. E o pior é que retorno à normalidade ainda é imprevisível, o que dificulta fazer projeções para o futuro.Aqueles que estão agindo motivados pelo pânico podem se decepcionar com a pressa em evitar prejuízos futuros com medidas drásticas. Fechar as portas de negócios duramente construídos poderá ser a única opção em algumas situações, mas jamais foi a mais desejável. Não resta dúvida que resolver problemas de fluxo de caixa se tornou um dos grandes gargalos para a sobrevivência da maior parte das empresas. O foco de quem não teve de paralisar completamente as operações agora é de fazer uma boa entrega e continuar suas atividades dentro do máximo da normalidade possível para o cenário. De resto, é necessário cortar despesas ao máximo e cair em campo para renegociar com fornecedores e demais stakeholders do negócio. As empresas nesse momento queimam mais do pouco da gordura que ainda têm e se torna  necessário procurar outras soluções. Associações que representam grandes varejistas, shopping centers e lojistas encaminharam correspondência ao Banco Central no dia 31 de março em que acusavam bancos de um aumento expressivo nas taxas de juros, superiores a 70%. Ainda que momentos como esse gerem muita solidariedade, não é possível se dar ao luxo da ingenuidade.

Soluções inteligentes disponíveis no mercado brasileiro. Para não cair nessa armadilha, muitas empresas estão operando com plataformas de antecipação de recebíveis como alternativa de crédito, uma vez que a oferta tradicional do mercado financeiro foi reduzida mediante o aumento do risco e inadimplência. Porém, além de pensar na sobrevivência agora, muitos líderes precisam entender que esse tipo de alternativa pode deixá-los sem ter recursos para receber no momento da retomada. Isso pode gerar uma série de problemas em toda a cadeia produtiva, na medida que os fornecedores não terão capital de giro para trabalhar. Por isso, Plataformas de Risco Sacado* podem ser de uma grande ajuda no momento de reabertura da economia. No caso da Finanfor, por exemplo, ela permite que o sacado alongue seu prazo de pagamento, recurso muito útil nesse momento, dando fôlego ao fluxo de caixa, uma vez que as vendas cessaram ou tiveram forte queda por um período.

De acordo com Junior Santos (https://www.linkedin.com/in/santosjunior/), por meio da plataforma, o fornecedor tem acesso a uma oferta de crédito em volume adequado às suas necessidades através dos bancos e fundos homologados na Plataforma Finanfor. Hoje a Plataforma conta com mais de 30 Agentes Financeiros homologados entre Bancos e FIDCs, tendo já operado um volume superior a R$ 8 bilhões nos últimos dois anos. Com isso, o sacado pode oferecer ao fornecedor um ambiente seguro, garantindo antecipação de recebíveis a uma taxa mais competitiva, o que pode ser utilizado nas negociações de compra, que serão muito mais acirradas agora.Do ponto de vista do fornecedor, ter acesso a uma plataforma como essa garante que possa continuar vendendo a prazo, com fôlego suficiente para operar sem interrupções. Pois além de permitir a antecipação de recebíveis performados, a plataforma apresenta a modalidade de financiamento de contrato, que permite que o fornecedor tenha acesso a uma parcela antecipada do contrato para financiar o início e/ou retomada das atividades.

Para o agente financeiro, a plataforma se torna uma importante ferramenta de prospecção com um nível de segurança muito maior que no cenário convencional, o que permite ser mais competitivo com as taxas e condições de negócios mais aderentes a realidade desses Fornecedores.É claro que esse recurso não deve constituir o único instrumento que empresas devem dispor para lidar com a crise. A criatividade e a resiliência vão fazer toda a diferença para aguentar o baque e depois se reerguer com o mínimo de desordem possível. É hora de inventividade, de compartilhar ideias e soluções.

#Vamospracima

*Risco Sacado: Operações de Financiamento à Cadeia Produtiva de Bons Pagadores que permite seus Fornecedores terem acesso a uma linha de crédito mais competitiva que a sua convencional.

Website: https://www.linkedin.com/in/santosjunior/