Com a proposta de resgatar a tradição dos grandes eventos, o médico Herval Latini é o novo comodoro do Iate Clube Brasileiro (ICB), na Estrada Fróes, em Niterói. Eleito pela maioria dos 500 sócios do mais antigo clube de vela do Brasil, Latina só vai esperar passar a pandemia para promover eventos que marcaram época em Niterói, como as festas Portuguesa, Alemã, Italiana e Grega.

Fundado com o nome de “Yacht Club Brasileiro” devido a influência de estrangeiros no primeiro quadro de associados, o clube surgiu em 1906, resultado de ideias de velejadores da Baía de Guanabara que não tinham um ponto de encontro. Após a reunião de fundação, em 10 de setembro do mesmo ano, o clube foi criado e sua primeira sede foi instalada na Praia das Saudades, 24, em Botafogo. A reunião de fundação foi realizada na Federação das Sociedades de Remo.

— O ICB tem uma história brilhante nos esportes e nos eventos sociais. Vamos resgatar tudo isso,  tendo como prioridade a volta dos sócios. O projeto é mobilizar recreadores para trazer as crianças e os jovens de volta, com atrativos em terra e no mar – disse Latini, que é sócio do ICB há 35 anos.

Após o saneamento financeiro do clube, o novo Comodoro pretende promover cursos de vela, canoa havaiana, pesca de cais e pesca embarcada. Ele começa neste fim de semana a flexibilização do clube, ampliando até 21 horas o funcionamento do Bar do Recanto do  Almirante, seguindo todos os protocolos determinados pela secretaria municipal de Saúde. O bar tem um deque com bela vista da Baía de Guanabara.

— Formamos uma tropa de elite para sanear o clube e trazer o sócio e a sociedade de volta para nossos salões e áreas de lazer – concluiu Latini, que é um dos gastroenterologistas mais conceituados de Niterói.

Paulo Roberto Araújo fez sua carreira profissional no jornal O Globo. Prêmio CREA de Meio Ambiente, foi repórter e depois editor assistente (chefe de reportagem) da Editoria Rio durante 25 anos, com atuação voltada principalmente para o meio ambiente e o interior do Rio.