Realizador do Smart City Expo Curitiba, edição brasileira do maior evento de cidades inteligentes do mundo, o iCities acaba de lançar o Curso Livre Híbrido de Capacitação em Smart Cities, voltado para gestores e servidores da administração pública, além de empresários e profissionais autônomos interessados nas temáticas que envolvem casos reais de projetos, soluções e tecnologias aplicáveis aos municípios.

“Nosso curso se desenvolve em dez módulos, com metodologia híbrida, utilizando inicialmente videoconferências, devido à impossibilidade de encontros presenciais, que serão realizados no CRIA (Campus Rebouças de Inovação e Aceleração) quando acabar o isolamento social. Cada módulo de 16 horas terá duração de um mês, com a liberação das aulas gradativamente, mês a mês. Cada curso é um mini seminário de dois dias, com oito horas/aula, duas mini palestras e dois conteúdos imersivos por dia”, explica a professora Janaina Lofhagen, coordenadora do curso que será iniciado nos dias 24 e 25 de junho. A previsão de conclusão do décimo módulo é em maio de 2021. A carga horária total do curso totaliza 320 horas para o currículo dos alunos.

O programa vai abordar conceitos técnicos e práticos aplicados, sobre como a inovação e a tecnologia são capazes de auxiliar na governança pública, infraestrutura, mobilidade urbana, serviços públicos, economia, geração de empregos, arrecadação do município e processo de transformação social, culminando em uma melhor gestão pública e maior qualidade de vida para os cidadãos.

Formando especialistas em smart cities

Para Beto Marcelino, sócio-diretor do iCities, gestores públicos e profissionais de várias áreas têm a oportunidade de se tornar especialistas em todos os aspectos de uma cidade inteligente. “Ao concluírem o módulo escolhido, ou o curso completo, os profissionais estarão aptos a compreender e elaborar projetos que envolvem as esferas social, ambiental, econômica, tecnológica e de infraestrutura. Nossos diferenciais são baseados nos programas de treinamento e capacitação mais inovadores do mundo, voltados à formação de novos profissionais em novos mercados. Para isso, é aplicada uma metodologia que potencializa a fixação de novos conceitos e conhecimentos”, convida.

Cada aluno poderá cursar o módulo que desejar, separadamente, ou então todos os módulos, sendo certificado pela carga horária total. Além das aulas e da palestra introdutória (online), os alunos vão receber material didático completo (ebook) e terão à disposição uma consultoria online por 30 dias, após a conclusão do curso. “Também oferecemos uma videoteca com acervo exclusivo de conteúdos selecionados para nossos alunos, com acesso por até 90 dias após a realização de cada módulo”, destaca Janaina.

O curso ainda conta um módulo internacional, opcional, para que os alunos possam imergir na cidade de Barcelona e conhecer os principais projetos que transformam a capital da Catalunha como um das cidades mais inteligentes e inovadoras do mundo.

Corpo docente especializado

Pós doutora em Gestão Urbana na University of Central Florida (EUA), Janaina Lofhagen é professora de pós-graduação na PUCPR e consultora de instituições internacionais, com parcerias relacionadas ao estudo das smart cities, com foco na gestão e mobilidade urbanas mais sustentáveis. Ela encabeça um “elenco” de nove especialistas e pesquisadores que compõem o corpo docente, todos com experiências práticas nas áreas em que lecionarão seus módulos mensais.

São eles Diego de Melo Conti, pesquisador da pós-graduação em Sustentabilidade na PUC Campinas; Marcos Weiss, especialista em Governança Corporativa e Sustentabilidade pelo Mackenzie (SP); Marcus José Rocha, superintendente de Ciência, Tecnologia e Inovação na Prefeitura de Florianópolis (SC); Alexsander Maschio, gerente regional Sul da Associação Brasileira de Cimento Portland; Humberto Dantas, coordenador e professor de diversas ações de educação política e liderança em gestão (doutor em Ciência Política pela USP); Caio Vassão, head de inovação na Kyvo – Design Driven Innovation, sócio-fundador da Bootstrap; Ana Cristina Jayme, arquiteta e urbanista, assessora de investimento do IPPUC; e Guilherme Dominguez, cofundador do BrazilLAB, fundador e diretor-executivo do Instituto de Estudos em Liderança, Direito e Desenvolvimento (ILDD) e sócio da Dominguez Advogados.

Gestão, governança e economia

O primeiro módulo, em junho, será sobre Gestão, Governança e Economia, com o tema “Transformando cidades tradicionais em Smart Cities”. “O desenvolvimento de uma cidade mais inteligente começa por um bom planejamento, e passa pela gestão e governança dos processos que uma smart city exige. A análise da economia é prioridade para as ações que envolvem gestão de serviços públicos, participação cidadã e uso da tecnologia para gerar eficiência nas operações e aumentar a qualidade de vida dos cidadãos”, pontua a coordenadora.

O objetivo do módulo 1 é permitir que o gestor público possa iniciar um processo de transformação digital e de governança em seu município ou em uma secretaria específica, a partir de conceitos de tecnologia, eficiência de processos, coleta de dados e governança digital.

Os módulos 

  1. Transformando cidades tradicionais em smart cities: gestão, governança e economia
  2. Planejamento urbano como fator de desenvolvimento econômico e social
  3. Mobilidade urbana sustentável
  4. Cidades participativas, resilientes e inclusivas: saúde, educação e segurança
  5. Cidade como plataforma tecnológica: desafios da digitalização urbana
  6. Cidades 4.0: o papel dos poderes municipal, estadual e federal e a interação com a população
  7. Ecossistemas de inovação e living labs como transição para uma nova economia
  8. Modelos de contratação para projetos de smart cities: de contratos ágeis a parcerias público-privadas
  9. Infraestrutura verde: arranjos urbanos para a economia circular
  10. Sistemas energéticos inteligentes para a sustentabilidade urbana

Módulo internacional opcional: Missão técnica Barcelona: uma imersão de smart cities em uma das cidades mais inovadores do mundo.

Serviço: Curso Livre Híbrido de Capacitação em Smart Cities

Início: 24 e 25 de junho de 2020 (Módulo 01)

Local: CRIA (Campus Rebouças de Inovação e Aceleração) – Inicialmente, as aulas serão realizadas por videoconferência, devido ao isolamento social;

Módulos mensais: de junho a novembro de 2020, ede fevereiro a maio de 2021

(com pausa em dezembro de 2020 e janeiro de 2021)

Informações: valores, matrículas e descontos para grupos pelo e-mail academy@icities.com.br