São Paulo – SP 16/6/2020 – Seguimos rigorosamente as determinações da Anvisa, justamente por elas permitirem que os materiais fiquem devidamente isolados e sem contaminantes

Além da preocupação com o transporte do sangue, a orientação sobre como fazer a coleta do material nos hemocentros e a entrega no local de destino também é fundamental.

Em 14 de junho foi celebrado o Dia Mundial do Doador de Sangue. Mais que homenagear aqueles que constantemente realizam sua doação, a data tem como objetivo conscientizar as pessoas de que um gesto pode salvar a vida de muitas pessoas. Porém, para que isso seja possível, é necessário que o sangue doado nos hemocentros seja devidamente transportado até os hospitais onde serão realizadas as transfusões. O cuidado exigido no transporte de sangue é fundamental para a sua utilização, seja qual for a finalidade.

O transporte de sangue oriundo de doação nos hemocentros é um dos tópicos tratados pela Anvisa. De acordo com o Manual de Vigilância Sanitária Sobre o Transporte de Material Biológico Humano para Fins de Diagnóstico Clínico, este sangue é considerado um Material Biológico Isento. Isso significa que os devidos requisitos para tal deslocamento são adotados pela RDC 20/2014. A Full Time Logística é especializada em transporte de amostras biológicas e atende muitos hemocentros em todo o Brasil. De acordo com Luciano Oliveira, sócio-diretor da empresa, mesmo o sangue destinado à transfusão sendo consideração um Material Biológico Isento, os cuidados sanitários precisam ser seguidos rigorosamente. “O que torna nosso trabalho único é reconhecer que transportamos mais que amostras, coletamos e entregamos vidas e, por isso, tudo o que acondicionamos precisa ser tratado com responsabilidade”, salienta.

Ainda de acordo com o Manual da Anvisa, a RDC 20/2014 presa pela conservação das propriedades biológicas do material. Ou seja, o sangue coletado para transfusão deve ser transportado em embalagens conforme as definidas para os materiais biológicos de risco mínimo. A Full Time Logística explica que essa exigência, nada mais é do que utilizar uma embalagem primária à prova de vazamento e impermeável, e embalagens secundária resistente e terciária rígida. “Esse é um procedimento básico no dia a dia do nosso trabalho, para o transporte de diversas amostras biológicas, inclusive para o transporte de sangue. Seguimos rigorosamente as determinações da Anvisa, justamente por elas permitirem que os materiais fiquem devidamente isolados e sem contaminantes que venham a influenciar resultados ou seu uso final, como é o caso da transfusão de sangue”, completou Luciano.

Além da preocupação com o transporte do sangue, a empresa logística também reforça que se preocupa com a biossegurança de seus colaboradores e que os orienta constantemente sobre como fazer a coleta do material nos hemocentros e a entrega no local de destino. “De acordo com o determinado pelos órgãos competentes, instruímos nossos funcionários sobre como proceder para não se contaminarem e evitarem que riscos maiores sejam causados a ele e a outras pessoas”, conta o sócio da Full Time Logística.

O Ministério da Saúde explica que a doação de sangue é importante para suprir a falta dele em pessoas que se submeteram a procedimentos e intervenções médicas, ou mesmo para que aquelas com doenças crônicas graves, como Doença Falciforme e Talassemia, possam viver por mais tempo e com mais qualidade, além do tratamento de feridos em situações de emergência ou calamidades. Uma única doação pode salvar até quatro vidas. Para saber quais os requisitos para doação de sangue, quais os impedimentos e outras informações, o Ministério da Saúde traz um artigo bastante detalhado.

Website: http://fulltimelogistica.com.br/