A oferta de lima ácida tahiti esteve controlada no estado de São Paulo ao longo de julho, fator que manteve os preços em patamares superiores aos de 2019.

O valor médio deste mês é o maior para julho, considerando-se toda a série histórica nominal do Cepea, iniciada em 1996, e também o mais elevado do ano, de R$ 59,73/cx de 27 kg, colhida, avanços de 84,24% frente a junho/20 e de 141,92% em relação a julho/19. 

No campo, pesquisadores do Cepea indicam que pomares com irrigação têm apresentado bom desenvolvimento, mas são a minoria.

Nas áreas não irrigadas, o clima quente e seco vem comprometendo o tamanho dos frutos. Com isso, produtores devem ficar atentos ao clima em agosto, à espera de chuvas. Fonte: Cepea