Sabe aquele momento em que você não aguenta mais estudar sentado na mesma cadeira, usando a mesma mesa, olhando para a mesma paisagem, dentro do mesmo ambiente de sempre? Difícil se sentir estimulado com essa rotina de todos os dias, não é verdade? Estudar ao ar livre pode ser a mudança que você precisava para resgatar o prazer pelos estudos e potencializar o seu aprendizado. Quer saber quais são os benefícios de estudar fora de um ambiente fechado? A gente te conta agora.

Estudar ao ar livre é sinônimo de prazer

Se você estuda há bastante tempo já deve ter passado por alguma situação em que teve que optar por ficar dentro do quarto estudando mesmo querendo aproveitar o tempo gostoso e convidativo lá fora.

Muita gente associa o tempo de estudo como um momento de dedicação extrema e que deve ser cumprido em um ambiente formal e longe de interferências externas. Contudo, esse jeito de estudar não precisa ser uma regra, principalmente se não combina com você.

Estudar deve ser visto como uma atividade prazerosa e não como um sacrifício. E se você consegue estudar em um ambiente mais despojado, mais natural, longe de espaços fechados, não há problema algum nisso. Pelo contrário, aproveite e usufrua dessa característica porque poucas pessoas são assim.

A verdade é que muitos estudantes assimilam o conteúdo mais rapidamente quando estão sozinhos, em um ambiente fechado, sem interferências ou distrações. Entretanto, há exceções e o estudo ao ar livre pode ser tão proveitoso quanto o estudo considerado tradicional.

Benefícios do estudo ao ar livre

São exemplos de locais de estudo ao ar livre: varanda, quintal de casa, jardim, sítio, praia, praça etc. Tem um lugar desses à sua disposição para estudar e relaxar? Aproveita e começa agora a usufruir dele porque existem muitos benefícios nessa prática, como você vai ver a seguir.

Maior retenção do conteúdo estudado

Já é do conhecimento de todos que mudar de ambiente de estudo de vez em quando faz com que o conteúdo seja assimilado mais rapidamente. Isso acontece de forma natural, porque o nosso cérebro gosta de coisas novas e precisa se renovar o tempo inteiro.

Isso sem contar que sair um pouco da rotina dá um gás a mais, deixa o estudante mais animado, feliz e mais disposto a se dedicar aos estudos, potencializando o aprendizado.

Ambiente naturalmente mais agradável

Se a sua casa é sempre muito barulhenta, bagunçada, muito movimentada ou faz muito calor, estudar ao ar livre é uma ótima opção para fugir disso tudo. Um cantinho arejado no fundo do quintal, longe do sol e do calor, com o vento natural soprando é perfeito para focar no que mais importa no momento que é o seu aprendizado.

Dá para aliar estudos com lazer

Quem disse que não é possível estudar e se divertir ao mesmo tempo? O estudo ao ar livre permite que você contemple uma bela paisagem, brinque com o cachorro ou com o gato, dê um mergulho na piscina ou no mar, por que não?

Agora você já sabe o que fazer quando receber aquele convite irrecusável para passar um fim de semana em uma casa de praia. Não precisa dizer não. Escolha um material de estudo e, entre um mergulho e outro, continue os estudos.

Reunir os amigos e fazer um grupo de estudos

Ok, dá para reunir os amigos dentro de casa para estudar também. Mas, não é tão legal quanto juntar todo mundo embaixo de uma árvore, fazer um piquenique enquanto estuda fórmulas e tira dúvidas, não é mesmo?

Rotina menos engessada

A rotina de quem estuda para concurso é sempre muito rígida. São longas horas de leitura, resumos, resolução de questões, treino de redações etc. Sair um pouco da rotina, nem que seja mudando o cenário de estudo, é uma ótima maneira de recarregar as baterias.

Você não precisa estudar todos os dias dentro de um quarto fechado ou todos os dias fora de casa. Alterne os locais de estudo à medida que for percebendo a sua própria necessidade e como está se sentindo naquele momento.

Sair da bolha do concurso

É inevitável. Quando você resolve se matricular em um cursinho para concurso público ou começa a estudar por conta própria, de repente, parece que a sua vida gira em torno daquele assunto. Começa a seguir outros concurseiros nas redes sociais, troca as séries pelas videoaulas, participa de grupos de estudos, lê todas as notícias que surgem sobre o assunto e se torna também o centro das atenções de familiares que insistem em perguntar mais sobre “como andam os concursos”.

Pode parecer uma mudança boba, mas quando você decide estudar ao ar livre, ao menos de vez em quando, você se permite viver um pouco mais a realidade que está ali, ao seu redor e sai um pouco daquele mundo de informações que é a área de concursos públicos.

E isso não quer dizer que você vai ficar longe do seu objetivo. Pelo contrário, é uma valiosa tática que vai recarregar as suas baterias, restabelecer a sua saúde mental e melhorar a sua relação com os estudos.

Viu como é possível estudar ao ar livre e ainda assim ter resultados satisfatórios? No final, o que vale mesmo é a sua dedicação e o seu compromisso com o seu futuro. O local de estudo ajuda, mas não é o mais importante.