A busca por um sorriso bonito, agradável e saudável é o desejo de muitas pessoas, afinal, além de uma estética agradável, permite uma maior qualidade de vida. Inclusive, para conseguir uma boca mais sadia é possível estabelecer uma relação entre esporte e saúde bucal.

Manter uma vida mais ativa, com práticas de exercícios garante um bom condicionamento do corpo e, consequentemente, dos dentes. Entretanto, é preciso ter cuidado, principalmente em esportes de alto impacto.

Por esse motivo, neste artigo entenderemos mais sobre a relação entre a saúde bucal e a realização de esportes, bem como os cuidados a serem tomados, principalmente para aqueles que já estão com um tratamento em andamento, como aparelho ortodontico transparente no modelo fixo.

Esportes e saúde bucal

Ter uma vida sedentária é ruim para todo o corpo e há diversos materiais disponibilizados por especialistas que ressaltam os benefícios da prática esportiva e que demonstram os malefícios de não fazê-la.

Ao realizar uma atividade física, o corpo reage de maneiras diferentes, aprimorando a resposta do organismo, que passa a ser feita de maneira mais equilibrada.

Para se ter uma ideia da importância dos exercícios, há a diminuição no risco do desenvolvimento de doenças diversas, como:

  • Cardíacas;
  • Obesidade;
  • Diabetes tipo 2;
  • Alguns tipos de cânceres.

Do mesmo modo, a saúde bucal também se beneficia muito das atividades físicas. Segundo estudos publicados no Journal of Dentistry, a prática regular de exercícios melhora a saúde periodontal.

O estudo do Journal demonstrou que aqueles que se exercitavam apresentaram até 54% menos chance de desenvolver periodontites. O estudo sempre comparou pessoas ativas das sedentárias.

Já segundo o The National Health and Nutrition Examination Survey, pessoas que se exercitavam até 3 vezes por semana apresentaram 33% menos riscos de desenvolver periodontite se comparado aos sedentários.

Portanto, para uma vida saudável e dentes mais resistentes a prática de exercícios é fundamental, inclusive para aqueles desejam ampliar os cuidados com tratamentos estéticos como a lente de contato dente.

Os riscos dos exercícios físicos para a saúde bucal

Apesar de os exercícios trazerem inúmeros benefícios ao corpo e para a saúde bucal, um estudo publicado recentemente no The Scandinavian Journal of Medicine & Science in Sports, demonstrou que é preciso ter cuidado para que os resultados alcançados não se tornem prejudiciais.

Basicamente, este estudo demonstra que treinamentos físicos muito pesados, sem a devida orientação, podem causar inúmeros problemas dentais e ocasionar riscos para a estrutura bucal, tanto na dentição quanto para quem possui implante dental ou realiza tratamentos ortodônticos.

O estudo ocorreu no Hospital Universitário de Heidelberg, na Alemanha, com pesquisadores da Faculdade de Odontologia e teve como base para estudo a avaliação de 35 triatletas e 35 adultos saudáveis.

Após um exame completo dos participantes, 15 atletas fizeram corridas longas de 35 minutos e tiveram a saliva coletada e analisada, em comparação com o grupo de controle.

Nessa análise, identificou-se que os atletas possuíam maior corrosão do esmalte do dente, além de cárie.

Por conta disso, é necessário que os atletas e as pessoas que praticam exercícios mais intensos tomem cuidados específicos, de acordo com a modalidade esportiva realizada.

Mais ainda, caso tenham prótese sobre implante dentario ou outro tratamento em andamento, é necessário realizar visitas ao dentista para acompanhamento junto ao profissional da educação física, identificando os cuidados que devem ser tomados.

Já para quem pratica musculação é importante verificar a posição da “mordida”.

Isso porque, se durante o treino a “mordida” for errada, pode ocorrer o desalinhamento dos dentes, podendo haver a quebra e até facilitar o surgimento de cortes na boca.

Durante o treino, é preciso que os dentes se toquem naturalmente, sem que ocorra pressão entre as articulações. Também é importante evitar colocar objetos na boca, como panos ou toalhinhas.

Já para os atletas com aparelhos ortodônticos, é preciso ter ainda mais cuidado, principalmente para atletas de corrida, futebol e lutas.

Afinal, esses atletas devem tomar cuidado com a mordida para não forçar os dentes e procurar usar o protetor bucal sob medida para reduzir impactos no maxilar.

Atividades físicas de acordo com a idade

Em cada fase da vida há uma forma de exercitar e necessidade para suprir as demandas do corpo. Para isso, também é fundamental atentar aos limites do corpo, para que problemas não se desenvolvam.

Aos adultos saudáveis, recomenda-se que semanalmente sejam realizados 150 minutos de atividades físicas moderadas. Caso não haja esse tempo disponível na semana, 75 minutos de exercícios cardiovasculares podem suprir essa necessidade.

Para idosos e iniciantes recomenda-se começar a atividade gradualmente e com orientação médica, devendo atingir no mínimo 60 minutos por semana.

Os exercícios devem ser atrelados à uma hidratação adequada, além de sessões de aquecimento e de alongamento para evitar lesões.

Vale destacar que a hidratação constante é fundamental para a produção de saliva não parar, pois ela é responsável pelo equilíbrio do PH bucal e pela higienização natural da cavidade oral.

Também é importante que além do cuidado com a fricção dos dentes, as atividades sejam feitas de maneira moderada e seja realizada a higienização adequada, além de não negligenciar o acompanhamento de um médico dentista.

Com esses pontos é possível manter uma rotina de exercícios que não será desgastante para os dentes e nem para o corpo como um todo, mantendo a saúde bucal e geral funcionando de forma correta.

Conteúdo originalmente desenvolvido pela equipe da Vue Odonto, uma rede especializada em atendimento odontológico com enfoque na humanização.