Pontos de Entrega Voluntária de eletroeletrônicos
Pontos de Entrega Voluntária de eletroeletrônicos

Contribuindo com iniciativas sustentáveis e o descarte ambientalmente correto de equipamentos eletroeletrônicos sem uso e pilhas gastas, a Green Eletron, principal gestora sem fins lucrativos da logística reversa desses produtos no Brasil, anuncia sua chegada no estado do Rio de Janeiro. Foram instalados 44 coletores no Rio de Janeiro, Niterói, São Gonçalo, Duque de Caxias, Nova Iguaçu e São João de Meriti para a entrega voluntária dos aparelhos eletroeletrônicos que estão quebrados ou sem utilidade. 

Os coletores no estado foram instalados em shoppings, lojas de construção e móveis, supermercados, na Fiocruz e Fecomércio. No Rio de Janeiro, foram 31 coletores em diversos bairros, como Ipanema, Copacabana, Penha, Tijuca, Bonsucesso e outros. A lista completa dos locais pode ser acessada no site da Green Eletron

Estima-se que as seis cidades descartem anualmente cerca 90 mil toneladas de resíduos eletrônicos, como celulares, computadores, furadeiras elétricas, liquidificadores e outros. A iniciativa marca a expansão nacional da gestora, que atualmente conta com mais de 300 PEVs no estado de São Paulo.

Hoje, devido ao intenso consumo de novas tecnologias, o lixo eletrônico é o que mais cresce no mundo, cerca de 3 a 4% ao ano. Só no Brasil, são gerados mais de dois milhões de toneladas desse material e menos de 3% dele é reciclado. Em toda a América Latina, o Brasil é o que mais produz lixo eletrônico e, no mundo, o país está atrás apenas da China, Estados Unidos, Índia e Japão. 

Desde 2017, ano em que começou a operar, a Green Eletron tenta reverter este cenário. A partir da instalação de coletores em locais de grande circulação, transporte, desmontagem e destinação correta dos aparelhos descartados, apenas no ano passado, a Green Eletron reciclou 349 toneladas de aparelhos eletroeletrônicos. Além disso, foram recicladas cerca de 182 toneladas de pilhas. Para 2021, a expectativa é reciclar mais de 600 toneladas. 

“Demos um passo importante para aumentar a presença da Green Eletron no país e, assim, garantir cada vez mais o descarte ambientalmente correto dos resíduos eletrônicos. A população do estado do Rio passar a ter agora mais uma maneira de contribuir com o desenvolvimento sustentável”, explica Ademir Brescansin, gerente executivo da Green Eletron. “E com a Política Nacional de Resíduos Sólidos, a responsabilidade do processo também é do varejo que deve viabilizar o sistema de reciclagem para a população ao permitir a instalação de coletores em suas lojas. Contamos com o apoio do comércio para ampliar a conscientização sobre o tema”, completa.  

Em todo o país, a Green Eletron tem hoje 340 Pontos de Entrega Voluntária espalhados pelo estado de São Paulo, Rio de Janeiro e Distrito Federal. Veja a lista completa do que pode ser descartado.