Exercícios para fazer em casa durante a quarentena

O mundo passa por um período atípico: o isolamento social. Devido à pandemia de Coronavírus, muitas pessoas precisaram reinventar o dia a dia e adaptar a rotina para dentro de casa.

Para aqueles que possuem o hábito de praticar exercícios regularmente, ficar em casa pode ser um grande desafio, principalmente para os praticantes de exercício ao ar livre e com direito a muito espaço.

Porém, existem exercícios que podem ser feitos em casa e que irão ajudar no gasto de energia acumulada durante o dia dentro de casa.

Para trazer ideias mais legais, Humberto Siqueira Nogueira, paraquedista e colecionador de títulos e recordes, nacionais e internacionais, fala mais sobre o conjunto de exercícios para realizar em casa durante a quarentena.

As dicas também são baseadas na opinião de Liszt Palmeira, conforme seu texto “Combine fortalecimento muscular, exercício aeróbico e alongamento“, publicado no G1.

1 – Fortalecimento muscular

Ficar em casa sem movimentar o corpo pode deixar a musculatura mais frágil. Além disso, fortalecer a musculatura pode trazer muitos benefícios para o longo prazo, como controle de peso, prevenção da osteoporose e definição dos músculos.

Para obter o fortalecimento muscular, o ideal são exercícios de contração da musculatura através da resistência, com pesos para a realização da atividade. Os pesos devem ser semelhantes ao nível já alcançado na rotina antiga de exercícios.

2 – Exercícios aeróbicos

Os exercícios são muito benéficos para o metabolismo e sistema cardiovascular. Se aliados a uma dieta equilibrada também favorecem muito a queima de calorias.

Para que os exercícios aeróbicos sejam eficazes ao corpo é fundamental que a frequência cardíaca seja elevada e mantida por um período, ou seja, o corpo precisa estar em movimento!

Polichinelos e abdominais são ótimas opções nesse caso, pois demandam pouco espaço. Além disso, para aqueles com escadas em casa, é possível usá-las em subidas e descidas rápidas e contínuas.

3 – Alongamentos

Engana-se quem pensa que os alongamentos devem ser feitos apenas antes ou depois da prática de exercícios. Fazer do alongamento um hábito pode trazer muitos benefícios para a mente e corpo. Aproveite e cuide do alongamento de unhas.

Humberto sugere que o alongamento seja feito assim que acordar, pela manhã ou à noite, antes de dormir. Após acordar é um ótimo exercício para auxiliar no ativamento da circulação sanguínea e flexibilidade do corpo para realizar atividades diárias. Antes de dormir é a opção perfeita para aqueles que necessitam de um maior relaxamento corporal.

É importante escolher séries de alongamentos que sejam confortáveis para o corpo e praticar respeitando os limites dele.

Humberto nas redes sociais: Instagram, Twitter, Pinterest e Flickr.