31/10/2013 –

Escolher a escola onde seu filho vai estudar, não é uma tarefa fácil. São vários os fatores que devem ser avaliados e levados em consideração pelos pais ao decidir onde matricular seus filhos. Localidade, espaço físico, metodologia, profissionais, dentre outros, elementos que devem ser observados.
Para o diretor do Colégio Pirlimpimpim São Paschoall, Luciano Aguiar, além da metodologia moderna, inovadora e permeada de valores e compromisso com a educação, uma boa escola se faz pelas pessoas que nela trabalham. “Educadores conscientes, comprometidos com os alunos, conseguem sempre resultados bem mais satisfatórios. Nessa relação, pais, alunos e docentes devem ser parceiros, de forma que a aprendizagem e o desenvolvimento ocorram em um ambiente saudável e estimulante”, ressalta Luciano.
Não há dúvida que, além de verificar se o projeto pedagógico é bom, é fundamental observar também o quadro de professores e coordenadores, pois são eles que vão estar no dia a dia com o educando. “Mas não há uma fórmula infalível. A escolha da escola certa para o seu filho depende de uma série de fatores, que devem ser combinados a fim de que esta escolha seja a mais assertiva. A opção vai depender essencialmente dos valores da família e das características individuais de cada educando”, afirma o diretor.

Espaço físico da escola
Outro aspecto que deve ser analisados é referente ao espaço físico da instituição, que além de ser limpo, seguro e tranquilo também deve oferecer infraestrutura condizente com a proposta pedagógica, pois somente assim a escola e o educando poderão atingir o ápice de suas potencialidades. “O pai ao visitar o colégio deve se atentar à fatores como localização, limpeza, segurança e infraestrutura adequada para a faixa etária pesquisada”, orienta Luciano Aguiar.
O pai também deve levar em consideração se a escola se alinha aos valores da família e também ao temperamento da criança. “Um bom desenvolvimento emocional e cognitivo requer informação, apoio, limites e conceitos compartilhados, portanto para haver uma convivência harmônica e um desenvolvimento adequado o educando precisa vivenciar hábitos e valores iguais, tanto na sua casa quanto na Escola”, diz o diretor.

Linha pedagógica da escola
Existem escolas que em sua linha pedagógica priorizam o conteúdo e outras que privilegiam as atividades que estimulam a curiosidade, o gosto pelo saber, a cidadania e o pensamento autônomo. Mas como saber o que é melhor, entre tantas opções, com diferentes conceitos e linhas pedagógicas? De acordo com Luciano, normalmente um educando saudável e sem grandes problemas emocionais se dará bem em qualquer escola, independente do método adotado. “Mas em alguns casos a linha pedagógica deve ser escolhida de acordo com cada personalidade, ou seja, a opção deve ser aquela em que ele tem mais chances de se adaptar e levar uma vida acadêmica tranquila e equilibrada”, destaca.