gato sente frio

Suspeitar se o gato sente frio é mais normal do que se imagina. Por serem bichos peludos, é bastante comum que os tutores pensem que os felinos se aquecem mais facilmente.

Porém, assim como nós e como outros animais, os felinos também são capazes de sentir os impactos do clima, em vista disso, é normal que eles se sintam desconfortáveis tanto em clima quente quanto frio.

Além disso, algumas espécies de felinos têm o pêlo mais curto, ou simplesmente não tem pelos, como é o caso de felinos da espécie siamês, Shynx, Levkoy Ucraniano ou Peter Blad.

E esses gatos, sem dúvidas sofrem ainda mais com as baixas temperaturas e precisam de cuidados especiais nessas épocas.

No entanto, nem sempre as pessoas sabem como tratar dos gatos nessas situações, por esse motivo, daremos dicas de como cuidar do seu felino no inverno e mostrar quais cuidados temos que ter com os felinos durante esse período.

Como é a temperatura do gato?

Diferente de nós seres humanos, a temperatura dos felinos é normalmente um pouco mais alta, sem dúvidas você já deve ter percebido isso quando ele dorme em cima de você.

Contudo, o que alguns sabem, é que a temperatura dos felinos mantém-se entre 38°C e 39,5°C. Não muito acima dos seres humanos é bem parecido com o dos cachorros. Portanto, assim como nós humanos, eles também podem ter hipotermias e febres.

E é exatamente por esse motivo, que eles são mais vulneráveis a climas mais frios. Ademais, os felinos idosos ou filhos, estão propensos a sentir mais frio do que os felinos que estão na meia idade.

Como saber se o gato está sentindo frio?

Mesmo que algumas pessoas entendam que o gato sente frio, é bastante comum não saber discernir quando o felino está sentindo frio.

Porém, identificar isso é bem fácil, um gato com frio normalmente fica mais gelado, ele pode ficar com as patas e orelhas bem frias, o nariz do animal geralmente também fica mais frio que o normal.

Ademais, quando está sentindo frio, os animais tendem a ficar mais encolhidos, procuram lugares para se esconder e até ficam mais parados que o normal.

O grande problema das variações da temperatura para os gatos, é que quando o gato sente frio, ele também fica mais vulnerável a pegar doenças, como é o caso de resfriados, bronquite felina, asma e gripe.

Por isso, é essencial entender como cuidar desses animais durante o inverno e evitar problemas de saúde ao animal.

O que fazer quando o gato sente frio?

Por mais que pareça terrível ver um gato sentindo frio, os cuidados com o animal não são tão complicados assim. Na verdade, temos que proteger o gato e preparar um cantinho onde ele consiga se aquecer de maneira agradável.

Para nos auxiliar nessa ocasião, preparamos algumas dicas da médica veterinária Tacianna San’Ana:

“O tutor terá que se atentar aos períodos do ano onde a temperatura fica mais baixa, principalmente para aqueles gatos que saem de casa e voltam no final do dia. Embora a pelagem densa e subpelos que tem, um local quentinho é importante. Por isso, eles necessitam de uma cobertinha e caminham. Alguns felinos permitem que vistam roupinhas neles. Além de bonitinhas, as roupinhas irão ajudar a esquentar melhor o seu animal.”

Saiba distinguir porque o gato está com frio

Ademais, é relevante saber distinguir quando o felino sente frio por causa do inverno ou quando o animal sente frio por causa do ar-condicionado. E caso a baixa temperatura seja por causa do ar-condicionado, é melhor desligá-lo ou regular para que o gato não passe frio.

Quando o felino sente frio, ele gosta de se esconder. Dê a ele uma toca ou caminha para se esquentar. Outra ideia é transformar a caixa de transporte em uma casinha provisória com cobertas na parte de dentro.

Há tutores que gostam de colocar roupinhas em seus animais, mas alguns gatos não suportam o acessório por impossibilitar o contato direto com seus pelos. Afinal de contas, eles gostam bastante de se lamber!

Outra sugestão importante para seu felino não sentir frio é deixar o felino dentro de casa. Ao ter acesso a rua ou ficar na parte de fora da casa, ele está diretamente em contato com o tempo frio, ocasionando doenças comuns do inverno.

Ademais, gatos que saem na rua ficam expostos a várias doenças, acidentes, maus-tratos e brigas.

A última sugestão é ter cuidado especial com felinos sem pelo, como o da espécie Sphynx, por não possuírem a pelagem protetora, neste caso, possivelmente uma roupinha seja uma boa alternativa, mas vale adaptar o animal desde pequeno.

Tenha em mente que um felino sentindo frio que já é mais velho ou filhote também está inclinado a desenvolver uma gripe com mais facilidade, nessas duas fases da vida, o felino não tem imunidade o suficiente para fazer as suas defesas naturais.