Primeiro a infraestrutura, depois a divulgação dos atrativos. O Ministro do Turismo, Marcelo Álvaro Antonio, destacou a importância de investimento em serviços de infraestrutura, principalmente em relação aos acessos, ao anunciar uma série de investimentos para o desenvolvimento do turismo em Angra dos Reis, que o governo federal planeja transformar na “Cancun brasileira”. Na visita à cidade, o ministro prometeu investimento imediato de R$ 15 milhões em projetos turísticos, que inclui um centro de Convenções. A Rodovia Rio-Santos será duplicada, o Centro de Angra revitalizado e o aeroporto terá sua pista ampliada.

— O turismo se faz com acesso, com a integração dos modais de transporte. Uma equipe nossa foi enviada a Angra dos Reis para checar todos os gargalos, tudo o que precisa ser remodelado para que Angra possa ser verdadeiramente a nossa Cancun, respeitando o meio ambiente – disse o ministro, acrescentando que os recursos iniciais destinados a Angra vão permitir, também, a revitalização do Cais Santa Luzia; a iluminação artística dos monumentos históricos; e, melhorias na Vila Histórica de Mambucaba e do Centro de Informações Turísticas.

O ministro foi recebido no Aeroporto de Angra dos Reis pelo prefeito Fernando Jordão e pelo presidente da Companhia de Turismo de Angra dos Reis, João Willy. Jordão disse que a prefeitura se antecipou e, com apoio do governo federal, está duplicando a Avenida Ayrton Senna, acabando com o principal gargalo de acesso à cidade, em frente ao clube Aquidabã:

— Pela primeira vez um ministro vem a Angra anunciar investimentos na cidade. Está havendo uma sinergia entre o governo federal e o municipal para desenvolver a infraestrutura e o turismo na cidade. Os técnicos estão trabalhando juntos e, graças a esta sinergia, foi possível alargar a Avenida Airton Senna e acabar com o gargalo histórico de Angra dos Reis, num cenário que travava e envergonhava a cidade – comemorou Fernando Jordão.

Presente ao encontro, o senador Flávio Bolsonaro anunciou a liberação de mais R$ 4 milhões para construção de um novo posto da Polícia Rodoviária Federal em Angra dos Reis. O objetivo é reforçar a segurança na principal cidade da Costa Verde, cortada pela Rio-Santos. Ele já pediu ao ministro da Justiça, Sérgio Moro, o aumento do efetivo da PRF para atuar no novo posto.

Representantes da concessionária Angra Aero-Porto, administradora do Aeroporto de Angra, informaram que a pista será ampliada para 1.200 metros, permitindo o pouso de aeronaves com capacidade até 19 passageiros.  No Ano Novo, pousaram 500 aviões no aeroporto de Angra.  O projeto de modernização vai mais além. Está previsto um centro de convenções com acesso por terra, ar e mar. As obras do aeroporto, já licenciadas, começam em maio.

O Centro de Angra será revitalizado com o projeto Marina Porto São Bento, que vai requalificar o local para os angrenses e para o turismo, transformando o Centro num atrativo e não apenas num ponto de partida e chegada do mar. No local haverá porto para transatlânticos, marinas, hotel e centro de convenções.

O objetivo é integrar o novo porto com os projetos turísticos da prefeitura e isso se daria com a reforma e ampliação do Cais da Lapa, que receberia entre outras melhorias, lojas e praça de alimentação. Para que isso aconteça serão necessários alguns investimentos, como: ampliação do canal de acesso para permitir navegação de transatlânticos; construção de píer com atracação de navios e a construção de terminal de passageiros com serviços ao turista.

Entre os dias 9 e 18 de março, o Ministério do Turismo volta a Angra dos Reis para a realização de uma oficina em parceria com o Ministério do Meio Ambiente, a Secretaria do Patrimônio da União (SPU) e a TurisAngra. O encontro faz parte do piloto do Projeto Orla e terá como objetivo oferecer subsídios para a produção de um Plano de Gestão Integrada das orlas, resultando em produtos como um catálogo de investimentos.

Presidente da Federação de Conventions Bureau do Estado do Rio, Marco Navega disse que o setor turístico está comemorando os investimentos federais no interior do Rio:

— Os investimentos na Costa Verde são muito importantes e esperados há anos. Esperamos também que o Ministério do Turismo faça investimentos em outros destinos turísticos do interior fluminense, em especial na área de infraestrutura – cobrou Navega.

O presidente da TurisAngra comemorou os avanços do turismo em Angra e disse que está sendo preparada o estudo de carga para controlar o acesso de visitantes à Ilha Grnade, um dos principais atrativos turísticos da Costa Verde:

— A ideia é começar a combater a exploração descontrolada da ilha para preservar. O plano é de também se proibir a construção de novas pousadas – adiantou Willy.