CURSO DE IDIOMAS PRETENDE ADOTAR SISTEMA EM OUTRAS UNIDADES COM VIABILIDADE TÉCNICA

Atento à responsabilidade social e ao desenvolvimento sustentável, o Ibeu instalou um sistema de energia solar na filial da Ilha do Governador, considerada a unidade-piloto do projeto, que tende a se expandir para outros polos do curso de idiomas. A capacidade do sistema é de 25,60 kWp, suficiente para gerar toda a energia que é consumida pela filial mensalmente.

A energia solar é considerada uma fonte de energia limpa, renovável e abundante. Além disso, também tem baixo impacto ambiental e auxilia no fornecimento de maiores quantidades de eletricidade em momentos de maior demanda. No Brasil, a demanda dessa matriz energética é crescente, tendo, em 2019, o número de instalações de sistemas de energia solar fotovoltaica triplicado em relação a 2018. Atualmente, quase 196 mil consumidores já utilizam essa tecnologia. 

O projeto piloto para a construção da usina foi escolhido para ser na filial Ilha, por ter um melhor custo-benefício face a uma maior área disponível para incidência do sol durante o dia. As obras começaram antes do decreto que determinou o isolamento social e o fechamento das instituições de ensino. 

“Durante o período em que as filiais estão fechadas em função da pandemia de COVID-19, o sistema já está produzindo energia elétrica muito além do que está sendo consumido pela filial Ilha”, explica José Luiz Carvalho, Gerente Administrativo do Ibeu.