Irrigação à distância
Irrigação à distância

Remotamente por meio de um smartphone, tablet ou computador, produtor com o FieldNET Advisor consegue manejar e programar facilmente os pivôs e laterais de sua propriedade

Diante da necessidade de isolamento social nos últimos meses, devido a pandemia, muitas atividades foram paralisadas. Agora, com a retomada gradativa, aos poucos a velha rotina vai se restabelecendo, porém, ainda é preciso ter muita cautela nessa retomada de convívio. 

No campo não tem sido diferente, embora o trabalho – tido como essencial – não tenha parado totalmente, os produtores precisaram se readaptarem à nova realidade. Já os agricultores mais tecnificados, e que já possuíam e utilizavam o FieldNET Advisor não tiveram que alterar tanto suas rotinas, pelo menos no que diz respeito ao manejo de irrigação de suas lavouras.

Isso porque a ferramenta de gerenciamento remoto, desenvolvida pela Lindsay, multinacional especialista em tecnologias para sistemas de irrigação, é totalmente integrada à já reconhecida plataforma FieldNET, também da marca.

A solução fornece informações precisas e objetivas de irrigação à distância ao produtor e ainda mostra se os pivôs estão operando como o programado, auxiliando na tomada de decisões.

De acordo com Gabriel Guarda, engenheiro agrônomo e analista de engenharia da empresa, o FieldNET Advisor tem como um dos seus objetivos otimizar o tempo do produtor gasto para fazer o controle, o gerenciamento e agora o manejo dos sistemas de irrigação da propriedade.

“Em momento de isolamento teve muito produtor, por exemplo, que mora nos grandes centros, como São Paulo, e possuem fazendas em outros estados que remotamente conseguiram acompanhar tudo que estava acontecendo no seu sistema de irrigação à distância, diminuindo até mesmo o sentimento de mãos atadas”, destaca.

O produtor que utiliza o FieldNET Advisor, tem a facilidade de poder controlar a irrigação em sua propriedade com segurança, reduzindo todos os tipos de riscos, tantos para as culturas quanto para a saúde de todos os colaboradores na fazenda, pois evita-se o deslocando.

“O coronavírus quebrou o paradigma de ter que estar presente fisicamente no local o tempo todo para conseguir fazer o gerenciamento e gestão da irrigação.

A ideia é ter o menor trânsito de pessoas dentro da fazenda entre os funcionários e o produtor ficar o mínimo possível no operacional e economizar tempo de deslocamento para poder focar na gestão da propriedade fazendo as melhores negociações e tomando as melhores decisões”, afirma o analista da Lindsay.