Foto: Freepik

A disseminação da pandemia da Covid-19 no Brasil, ao longo de 2020, foi responsável pelo aumento de diagnósticos de transtorno de ansiedade e depressão, bem como a piora dos sintomas de quem já convivia com esses problemas. A situação ocasionou a alta do consumo de medicamentos para o tratamento dessas enfermidades. 

Pesquisa realizada pela ePharma, empresa que atua na área de gestão de planos de benefícios de medicamentos, revelou que a prescrição de remédios contra ansiedade, depressão e insônia aumentou 19,6% no último bimestre de 2020, em comparação com o mesmo período de 2019. Em números, a alta foi de 14.581 unidades para 17.445. 

O consumo também tem sido maior em 2021. Outro estudo, publicado pela empresa de inteligência de dados da área da saúde Funcional Health Tech, apontou o aumento de 14% no uso de medicamentos para depressão e ansiedade pelos brasileiros no período de janeiro a julho deste ano, em relação ao mesmo intervalo de 2020.

A demanda por essas medicações acompanha o crescimento de casos de ansiedade e depressão em meio à pandemia no Brasil. Estudo realizado pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS) mostrou que 80% dos brasileiros estão mais ansiosos, 68% apresentam sintomas depressivos e 50% afirmam ter alterações no sono.

Produtos naturais podem auxiliar no tratamento

Ansiolíticos e antidepressivos devem ser indicados apenas pelo médico psiquiatra. No entanto, para o tratamento de sintomas mais leves de ansiedade e depressão, é possível recorrer a produtos naturais, como a Melissa, também conhecida como Erva-cidreira; a Camomila; a Valeriana; e a Flor-de-Maracujá.

Esses produtos são encontrados na forma de fitoterápicos, que passam por uma série de pesquisas para comprovar sua eficácia, e da própria planta medicinal, que pode ser utilizada no preparo de chás, indicados apenas para sintomas mais brandos.

A tintura de Melissa tem propriedades relaxantes e sedativas. A presença de substâncias como ácido rosmarínico, flavonoides, taninos, eugenol, cobre, zinco e vitaminas faz com que seja considerada um “antidepressivo natural”. Também é capaz de aliviar o stress, melhorar o humor e auxiliar no tratamento de sintomas de ansiedade, como a insônia.

O extrato de Camomila também é uma alternativa para controlar os sintomas de ansiedade e depressão, pois sua ação é calmante para os sistemas digestivo e nervoso. A Valeriana é uma planta medicinal com propriedade calmante que também reduz o estresse, combate a insônia e alivia os sintomas da Tensão Pré Menstrual (TPM).

A Passiflora é outra espécie indicada como calmante natural, por ser rica em flavonoides, acaloides e saparinas, substâncias que ajudam no relaxamento. Diversos estudos se concentram em comprovar os efeitos farmacológicos desta planta e seus devidos mecanismos de ação. Algumas conclusões acerca desses estudos já sugerem evidências da ação dos bioativos da Passiflora na modulação do GABA, um importante neurotransmissor cerebral.

Brasil é o país mais ansioso do mundo

Antes da pandemia da Covid-19, o Brasil já ocupava o posto de país com maior número de pessoas com transtorno de ansiedade no mundo, um total de 19 milhões, conforme informações da Organização Mundial da Saúde (OMS). 

Com relação à depressão, a Pesquisa Nacional de Saúde (PNS) feita pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) identificou que 16,3 milhões de brasileiros conviviam com a doença em 2019.

O aumento do consumo de medicamentos para o tratamento dessas enfermidades revela o agravamento de um quadro que já era preocupante para a saúde do país.

FONTEExperta Media
Heloisa Rocha Aguieiras 55 anos – formada em Jornalismo pela UFJF – Universidade Federal de Juiz de Fora – MG Pauteira da Ag Experta Media Fui repórter dos impressos: Jornal Comércio da Franca (Franca-SP) Jornal do Sudoeste (São Sebastião do Paraíso -MG) Fui assessora de Comunicação na Ag A Expressão 5 (SP) Atuo como revisora Faço locução Portfólio: https://heloaguieiras.com/