Floresta Melhoramentos
Floresta Melhoramentos

A 26° Conferência das Partes das Nações Unidas é o principal encontro da ONU que reúne representantes dos países signatários do Acordo de Paris (2015). O propósito é construir acordos para mitigar e aumentar o comprometimento das nações em relação aos efeitos causados pelas mudanças climáticas no planeta. O evento ocorre em Glasgow, na Escócia, de 31 de outubro e 12 de novembro.

No Brasil, o desmatamento das florestas é preocupação mundial. Preservá-la é a melhor forma de contribuir para redução dos impactos que alteram o clima do planeta. A Melhoramentos é responsável por 148 milhões de m2 em áreas utilizadas para o plantio e o manejo de suas florestas. Desse total, 2.753,53 hectares são classificados como Florestas de Alto Valor de Conservação (FAVCs), boa parte das áreas das fazendas de Levantina (MG) e Santa Marina (SP).

O modelo de preservação, cultivo e manejo das florestas da Melhoramentos para produção da fibra de alto rendimento – matéria-prima intermediária, usada na fabricação do papel cartão, essencial para o setor de embalagens – pode servir de bom exemplo para manter as riquezas naturais do país.

Em 2020, as emissões absolutas totais da Melhoramentos somaram 3,778 mil tCO2eq e um saldo de remoção da base florestal de 4,331 milhões de tCO2eq (toneladas de CO2 equivalente). Um volume muito maior de remoções em comparação a todas as emissões, as quais representam menos de 1% do estoque de CO2eq. Desde 2013, a Melhoramentos Florestal realiza anualmente o inventário de gases de efeito estufa (GEE), utilizando-se da metodologia de quantificação ABNT NBR ISO 1064-1. A partir dele é possível promover uma gestão voltada à redução de emissões.

A Melhoramentos possui a Certificação FSC® (Forest Stewardship Council®) desde 2011 em seu manejo florestal e em sua cadeia de custódia da indústria. A certificação atesta que a Melhoramentos atende aos princípios e critérios do padrão avaliado, a partir da realização de auditorias periódicas.

“A busca incansável pela ecoeficiência e a minimização dos impactos ambientais em todas as nossas instalações, acima das exigências legais, ao longo de mais de 130 anos da história da Melhoramentos é o que vai garantir a qualidade dos produtos e a futura existência dos nossos negócios, com sustentabilidade. Temos um modelo inspirador e exemplar de preservação que é um legado e uma grande contribuição para nosso planeta”, destaca o CEO da Melhoramento, Rafael Gibini.