O secretário estadual de Turismo, Gustavo Tutuca, e o presidente da Turisrio, Sérgio Ricardo receberam um documento, assinado por nove presidentes de moto clubes do estado, no qual eles pedem mais apoio para os eventos moto ciclísticos, que movimentam a economia fluminense na baixa temporada.

Além de apoio e divulgação, eles pediram a padronização e a simplificação do processo para aprovação dos eventos junto ao Corpo de Bombeiros, Polícia Militar e Polícia Civil. Recentemente, a subsecretaria de Grandes Eventos do governo do estado passou para o Turismo.

Gustavo Tutuca disse que os eventos de um modo geral, inclusive do motociclismo, serão incentivados para a retomada econômica do estado após a pandemia. A subsecretaria de Grandes Eventos terá o cuidado, segundo ele, de elaborar o calendário para que um evento não prejudique o outro numa cidade vizinha.

— Esta será uma prioridade. Vamos pedir ao Marcelo Alves Monfort de Mello, subsecretário de Grandes Eventos, que convoque as lideranças do motociclismo estadual para uma reunião no Rio. A intenção é apoiar e fortalecer o calendário do segmento e promover no Rio, com apoio dos moto clubes, um evento similar ao Brasília Moto Capital – anunciou Sérgio Ricardo.

O documento foi entregue por Ezequiel Ribeiro, motociclista de Cabo Frio, muito conhecido em todo o Brasil, que promove o Diveneta Moto Fest, durante a visita de Tutuca e Sérgio Ricardo ao Peró, em Cabo Frio. Ele explicou que o Rio possui mais de 1,3 milhão de motocicletas e que os motociclistas promovem eventos semanais, de pequeno, médio e grande porte, todos os fins de semana, de março a novembro:

— Os encontros de motociclistas são esperados pelas cidades do interior, pois movimentam a economia, em especial a hotelaria e a gastronomia. Precisamos de um protocolo para evitar o excesso de burocracia e exigências diferentes num mesmo estado – disse Ezequiel.

Assinaram o documento os presidentes dos Moto Clubes Tubarões (Cabo Frio); Diveneta (Cabo Frio); MC de Búzios; Jaguar do Asfalto (Rio das Ostras); Raposa do Asfalto (Paraíba do Sul); Falcões de Aço (Volta Redonda); Roberto Leal (Cara & Coroa de Maricá); Associação dos Motociclistas de Petrópolis; e, Piratas de Angra. Monfort já convocou os motociclistas para a primeira reunião na semana que vem.

Paulo Roberto Araújo fez sua carreira profissional no jornal O Globo. Prêmio CREA de Meio Ambiente, foi repórter e depois editor assistente (chefe de reportagem) da Editoria Rio durante 25 anos, com atuação voltada principalmente para o meio ambiente e o interior do Rio.