O agricultor, semente do progresso brasileiro, durante a jornada do desenvolvimento Brasileiro como nação autônoma, teve papel fundamental na economia, PIB, empregos, desde o seu “início” até hoje.

            O Brasil, segundo a Embrapa, “nos últimos 40 anos saiu da condição de importador de alimentos para se tornar um grande provedor para o mundo”. É graças à agricultura, tanto das grandes fazendas quanto da agricultura familiar, que esse país passou de “mais um” país exportador para um dos maiores exportadores de alimento para o mundo, ficando atrás apenas dos EUA e da União Europeia, composta por 27 Estados Membros.

            Segundo a Embrapa, também, o Brasil é o segundo maior exportador de soja do mundo, atrás apenas dos EUA. Sendo que até o final de 2020 estaremos superando os USA na produção de Soja.

            É o agricultor brasileiro que coloca comida na mesa das casas brasileiras e do mundo. É o agricultor brasileiro que sofre perigo constante de invasão em suas terras, que sofre constantes críticas por utilizar pesticidas, que enfrenta defeitos no maquinário, intemperismos e consegue entregar o alimento que produz, mesmo sendo mal reconhecido, e até mesmo desprezado, por muitos cidadãos que não reconhecem o valor do produtor. Há aqueles que ensinam nossas crianças a pensa-los como “maus-caracteres” por terem muitas terras e outros não, ou por usarem agrotóxicos; maus-caracteres são aqueles que tentam esbulha-los, deixá-los desprotegidos seja da segurança jurídica, ou da segurança policial, ou ainda da segurança econômica. O sucesso e desenvolvimento que trouxeram para a nação devem e precisam ser reconhecidos.  

            Em tempos de Covid-19, o agricultor levanta nas manhãs e vai trabalhar, pois ele precisa alimentar as cidades, para ele não há férias, nem quarentena, e muito menos o “#fiqueemcasa”!

            Faça chuva ou faça sol, o agricultor trabalha!

            Foi o Agricultor que produziu o que você comeu hoje e ontem e comerá amanhã. Seja grato e faça todo dia um 28 de julho: Dia Nacional do Agricultor.

Advogado. Pós-graduado em Direito de Empresas. Especializado em Direito Ambiental, Direito Empresarial Ambiental, Direito Agrário Ambiental, Direito Ambiental do Trabalho, Direito Minerário, Direito Sanitário, Direito de Energia, Direito em Defesa Agropecuária, e respectivas áreas afins. Mestrado em Direito Internacional com ênfase em direito ambiental e direitos humanos. Professor de pós-graduação em direito e legislação ambiental de várias instituições de ensino. Palestrante. Parecerista. Consultor de empresas na área jurídico ambiental. Escritor de livros e artigos jurídicos em direito empresarial e direito ambiental. Consultor de portal www.mercadoambiental.com.br . Diretor da Aceti Advocacia www.aceti.com.br