Entender aquilo que mais provoca estouro dos pneus é algo importantes aos motoristas de qualquer veículo. Afinal de contas, é a partir disso que eles vão entender como prevenir o problema.

Ou até mesmo, em alguns casos, entender o que tem feito de errado. Todos veículo precisa de cuidados como manutenção, limpeza e etc.

Mas, estar de olho nos pneus que é algo essencial, muitas vezes passa despercebido. Então, continue lendo para entender as possíveis causas de isso acontecer e como combatê-las!

O que mais provoca estouro dos pneus?

  • Andar em estrada de terra sem pneu adequado;
  • Manobras que fazem o pneu pegar na guia;
  • Passar rápido por um quebra-molas;
  • Excesso ou baixa calibragem;
  • Suspensão com problemas;
  • Amortecedor desgastado;
  • Ruas esburacadas;
  • Entre outros.

Essa formação de bolhas acontece pois, a lona de poliéster dentro do item se rompe. Dessa forma, a pressão interna de ar que “vaza” empurra o material do pneu.

Isso é algo que sempre fica visível, se você notar já realize a troca do pneu pelo reserva. Já que certamente continuar andando com ele dessa forma, ele estourará em algum momento.

Além disso, válvulas mal reguladas podem ser ainda outro motivo que leva os pneus a estourarem. Bem como, realizar manobras que fazem com que o pneu bata no meio fio. Por ele ser um material de concreto, e duro, o impacto em muitos casos provoca o estouro dos pneus.

Como fazer os pneus durarem mais?

Como pudemos ver acima, a forma como você dirige pode provocar estouro dos pneus, portanto a dia número um é cuidado na direção. Sempre evite vias terrosas e esburacadas, manobre com cuidado e evite dirigir de forma que cause impactos.

Para aumentar a durabilidade dos seus pneus, outros pontos são válidos também, tais como:

  • Verifique seus pneus minimamente uma vez por semana para avaliar estado e aparência;
  • Troque seus pneus sempre que necessário, antes de estarem totalmente desgastados;
  • Para fazer baliza, ajuste os espelhos e se possível utilize um sinalizador de ré;
  • Não transporte uma carga acima da capacidade máxima do veículo;
  • Acerte na calibragem buscando equilíbrio para o veículo;
  • Não instale câmaras de ar em pneus que não precisam;
  • Dirija sempre respeitando as indicações de velocidade;
  • Respeite a pressão indicado pelo fabricante dos pneus;
  • Mantenha o alinhamento do veículo corretamente;
  • Cumpra o rodízio periódico de posição do item;
  • Dirija com cautela e em velocidade adequadas;
  • Utilize produtos de boa qualidade e confiança.

Procurar uma oficina ou especialista de confiança ao qualquer sinal de avaria no item é essencial. Nunca continue rodando com um pneu deformado, pois, ele pode estourar em momentos inconvenientes. Provocando assim, acidentes de trânsito fatais!