Não há como negar que, nos dias de hoje, a sustentabilidade se tornou indispensável nos ambientes corporativos. Aliás, os negócios que investem em ações sustentáveis podem investir nas contratações de serviços especializados em descarte de lixo eletrônico, ações educativas para os funcionários, utilizar materiais recicláveis para os setores administrativos, entre outros.

Desse modo, muitas empresas buscam obter a responsabilidade socioambiental. Ou seja, ter um compromisso com a sociedade, além do meio ambiente.

Contudo, para obter o comprometimento com ambos, é preciso que as organizações adotem ações e políticas na cultura da empresa, a fim de estabelecer suas relações socioambientais. 

Ao pensar na preservação do meio ambiente, as empresas contribuem para oferecer seus produtos e serviços e influenciar significativamente para o bem-estar da população. 

Mas, algumas companhias cometem erros ao buscar pela sustentabilidade. Continue a leitura e entenda quais são os erros mais comuns!

1. Não vincular as ações sustentáveis com a proposta da empresa

De fato, a sustentabilidade é uma ação que pode oferecer muitas vantagens e benefícios tanto para as empresas, quanto para os consumidores.

No entanto, é importante que as ações sustentáveis estejam vinculadas à proposta da sua empresa. 

Um fabricante de balança antropométrica, por exemplo, tem suma importância para a área da saúde. Nesse sentido, se a empresa responsável preza pelas causas sociais, deve alinhar ao segmento do seu negócio, embalagens sustentáveis, por exemplo, bem como fabricação com uso consciente de água, energia e afins, para vincular aos propósitos defendidos pela organização.

2. Descartar resíduos inadequadamente

De nada adianta aplicar ações sustentáveis no ambiente interno e externo, se a empresa não realizar o descarte de resíduos corretamente.

Afinal, os resíduos podem ocasionar a contaminação do meio ambiente, tais como solo e água. 

Inclusive, em alguns casos o descarte incorreto pode ser crime ambiental. Uma vez que há a poluição de rios ou rede de esgoto, por exemplo, a companhia está sujeita à multa.

Esse erro nos processo organizacionais podem acarretar sérios problemas para os responsáveis, haja vista que podem ser presos por cometer um crime ambiental.

3. Não obter um sistema de gestão eficiente 

Poucos sabem, mas a gestão está altamente relacionada à responsabilidade socioambiental de uma empresa. Afinal, é o que rejeita conduzir as demais atividades da organização, desde o controle de matéria-prima, por exemplo, além de solicitar serviço de descarte de resíduos, e assim sucessivamente.

Em uma fábrica de batedeira industrial, certamente há um grande número de processos a serem acompanhados. Para a produção consciente, a gestão é de extrema importância para que sejam solicitados os materiais e produtos a quantidade adequada dos equipamentos.

Por essa razão, um sistema de gestão garante normalidade e, consequentemente, qualidade na operação com ações sustentáveis, diminuindo os impactos ambientais.

4. Ignorar a importância da manutenção de equipamentos

Não investir na manutenção preventiva dos equipamentos de uma empresa, principalmente do segmento industrial, pode acarretar graves problemas ao meio ambiente.

Além disso, pode ser ideal substituir os equipamentos obsoletos por modelos mais eficientes para investir nas ações sustentáveis na organização. 

Portanto, é ideal corrigir os erros cometidos pela sua empresa, a fim de agregar valor à sustentabilidade e, além de tudo, conquistar diferenciais competitivos no mercado.