Pandemia de Covid-19 impulsiona desenvolvimento e atualização de ferramentas digitais de comunicação

Belo Horizonte, MG 13/5/2020 – Em um mundo cada vez mais conectado, 76% dos brasileiros terão uma conexão de internet móvel e 93% desse total será de alta velocidade em 2023

Empresas investem em aplicativos para oferecer serviços e comercializar produtos

As medidas adotadas para reduzir a propagação do novo coronavírus, como o isolamento social, têm ampliado a busca por ferramentas digitais, que possibilitem a realização de aulas virtuais, do home office, das webconferências e das compras on-line. A tecnologia se tornou uma grande aliada neste período, impulsionando o desenvolvimento de novos softwares e aplicativos ou o aprimoramento dos já existentes.

Segundo especialistas, o uso dos smartphones como principal meio de acesso a comunicação, compras e serviços e a facilidade de conexão são importantes fatores para o crescimento da quantidade de aplicativos disponíveis. Pesquisa divulgada pela PwC Brasil apontou que, em um mundo cada vez mais conectado, 76% dos brasileiros terão uma conexão de internet móvel e 93% desse total será de alta velocidade em 2023. Em 2018, esse número era de 64% da população com internet móvel (acesso a partir de celulares ou assistentes pessoais digitais), sendo 58% com internet de alta velocidade.

A partir deste mês, os consumidores das marcas Embaré e Camponesa podem fazer compras dos produtos pelo novo aplicativo “Sou Camponesa”. O lançamento da ferramenta ocorre no momento em que o brasileiro mais precisa de iniciativas que facilitem a vida devido ao período de isolamento social, uma das medidas adotadas para o combate à propagação de Covid-19.

“O mercado está em constante evolução e apresentando novas demandas e oportunidades. Estamos sempre escutando as necessidades dos nossos clientes e o momento atual destaca a necessidade de um consumo mais seguro e prático. O investimento em uma plataforma de e-commerce é, portanto, o caminho natural para responder a esses anseios”, explica o diretor de Marketing da Embaré, Martim Ibrahim Bernadara, destacando que a criação de uma plataforma deste tipo, no atual momento de crise, é uma tendência que se destaca no mercado.

Com uma comunicação customizada e pensada no usuário, o aplicativo é gratuito e está disponível para download para usuários de Android e iOS nas lojas de aplicativos. A novidade tem como objetivos tornar o dia a dia dos usuários mais prático, sem a necessidade de sair de casa; oferecer uma opção de compras on-line sem filas e sem a necessidade de carregar sacolas e caixas de leite; e trazer mais comodidade e segurança, com entrega na porta de casa. “Além disso, o App Sou Camponesa premia o cliente com pontos para que ele acumule e troque por prêmios, transformando a compra em uma experiência de ganha-ganha, mais rentável para o consumidor”, completa Bernadara.

Os produtos que podem ser encontrados na loja virtual hoje são a linha de lácteos da Camponesa (leite UHT tradicional e zero lactose nas versões desnatado, semidesnatado e integral), creme de leite, doce de leite, leite condensado, leite em pó, manteiga, requeijão, bebida láctea Embaré Kids, queijo fresco (primeiro queijo de caixinha do Brasil) e linha Camponesa Profissional. Há também os tradicionais caramelos da Embaré, nas opções leite, leite/chocolate, chocolate, chocolate com laranja e toffee, entre outros.

Na impossibilidade da realização de aulas presenciais, o Coleguium Rede de Ensino —que integra o grupo Eleva Educação, um dos maiores do país— também tem buscando por novas metodologias de ensino e ferramentas de comunicação. Com a implantação das aulas virtuais para os alunos da rede, um novo desafio surgiu: facilitar o acesso de pais e alunos ao conteúdo e às informações importantes do colégio. O Coleguium já mantinha um aplicativo, o Eleva Digital, que foi aprimorado a fim de possibilitar novos recursos e facilidades para pais e alunos.

O app Eleva Digital foi modernizado e, a partir deste mês, os alunos passam a ter acesso às aulas on-line e aos materiais de estudo na plataforma. Além disso, pais e responsáveis podem acompanhar toda a rotina de estudos pelo aplicativo, bem como acessar documentos importantes de forma facilitada. A interface também foi atualizada e planejada para ter usabilidade mais intuitiva e amigável.

“A modernização dos smartphones modificou nossa forma de comunicar e, consequentemente, possibilitou acesso facilitado a tudo, na palma da mão. Os aplicativos se tornaram a forma mais ágil e fácil para isso e, com o isolamento social, eles passaram a ser primordiais. Por isso, realizamos diversas melhorias no app Eleva Digital para deixar a experiência de acesso mais agradável e simples, facilitando, assim, a rotina de estudos”, explica a gerente de Produto do Eleva Educação, Isabel Firmo.

Segundo a diretora geral do Coleguium, Daniele Passagli, o desenvolvimento completo dos alunos, mesmo que a distância, é um dos compromissos do colégio. “Elaboramos diversas soluções, que garantem um ensino de excelência e mais facilidade para pais, responsáveis e alunos. Entendemos que é nossa responsabilidade oferecer melhorias para viabilizar a preparação de nossos alunos, para que eles possam concretizar todos os sonhos. Por isso, não mediremos esforços para que a experiência durante o ensino não presencial também seja excelente”, afirma.