FOTO: A PM só usou a cabine do Praça do Moinho, no Peró, durante poucos dias. Divulgação
FOTO: A PM só usou a cabine do Praça do Moinho, no Peró, durante poucos dias. Divulgação

A melhoria da segurança pública no Peró durante a alta temporada será novamente pedida, nesta sexta-feira, na reunião do Conselho Comunitário de Segurança (CCS), que será realizada no 25º BPM (Cabo Frio). Com a retomada gradual do turismo, moradores, veranistas e hoteleiros estão preocupados com a segurança, principalmente na área turística, que recebe muitos visitantes nesta época do ano.

Convocada pela presidente do CCS, Patrícia Cardinot, a reunião contará com a presença do comandante do 25º BPM, coronel Gustavo Medeiros Bastos, egresso da Corregedoria da Polícia Militar. Estarão presentes os oficiais do 25º BPM e representantes das comunidades.

— A participação de todos é de extrema importância — disse a presidente do CCS.
Os moradores do Peró vão lembrar que os problemas de segurança no local começaram depois que foi aberto um novo acesso ao bairro. Anteriormente, só era possível chegar ao Peró através da Avenida dos Arpões, onde há um posto da PM. Com o novo acesso, pela Avenida do Contorno, a entrada e a saída do Peró deixaram de contar com policiamento.

A Prefeitura de Cabo Frio prometeu um novo posto para a PM em local estratégico, na Praça do Moinho, ponto de grande concentração de turistas à noite. Uma parte da praça foi usada para a construção do prédio que, no entanto, só foi usada como posto de policiamento durante poucos dias.

No encontro desta sexta-feira, a comunidade vai pedir reforço de policiamento, abordagens e mais atenção com a orla do Peró e pontos de fuga de assaltantes, que estão agindo usando motocicletas e até bicicletas para prática de assaltos e furtos.  Os moradores também pedem a volta do projeto Bike Peró, da Guarda Municipal, e rondas ostensivas da ROMU, além de fiscalização de trânsito com motopatrulhas.