FOTO: Moradores e visitantes pedem mais segurança para as Dunas do Peró. Foto de Henrique Nascimento.
FOTO: Moradores e visitantes pedem mais segurança para as Dunas do Peró. Foto de Henrique Nascimento.

A Costa do Sol poderá ganhar em breve o Monunento Natural das Dunas do Peró, em Cabo Frio. O projeto será apresentado na Assembleia Legislativa pelo deputado Carlos Minc (PSB) e o objetivo é proteger uma imensa área de dunas entre a Praia do Peró e a Estrada do Guriri, que liga Cabo Frio a Búzios. O projeto, que está sendo feito pelo biólogo Paulo Bidegain, permite a exploração de atividades econômicas, voltadas para o turismo e o meio ambiente, em no máximo 10% da área total das dunas, que atualmente integra a Área de Proteção Ambiental do Pau Brasil, de responsabilidade do INEA.

Nesta segunda-feira, Carlos Minc pede ao secretário estadual de Meio Ambiente, Thiago Pampolha, que atenda ao pedido de moradores e ambientalistas para aumentar a segurança nas Dunas do Peró. A comunidade reclama da ausência da UPAM de Cabo Frio e dos guarda-parques do INEA nas áreas protegidas e da falta de policiamento ostensivo que deveria ser feito pelo 25º BPM (Cabo Frio). Na sexta-feira, um casal com os filhos foi vítima de assalto próximo à Rua dos Badejos. Dois homens armados levaram os celulares vítimas. Nos dois últimos fins de semana, os moradores pediram ajuda em vão para a PM e a Guarda Municipal reprimirem homens que andavam a cavalo nas duas e na areia da praia.

— Através da comissão do Cumpra-se (cumprimento de leis) e da Frente Parlamentar Ambientalista vamos atuar para que a APA do Pau Brasil, seja nas dunas ou na praia, conte com segurança, não somente para a preservação do local como também para segurança de moradores e visitantes.

Acionada por moradores, a presidente do Conselho Comunitário de Segurança de Cabo Frio, Patrícia Cardinot, também prometeu pedir providências ao comandante do 25º BPM, coronel Rodrigo Ibiapina.

— Como foi feito em outras oportunidades, vamos renovar o pedido de reforço policial, com rondas periódicas, no local. É necessário, porém, que eventuais vítimas procurem a delegacia para fazer o boletim de ocorrência e que as pessoas evitem circular em locais ermos, de difícil acesso – disse Cardinot, que também vai pedir a presença da UPAM (polícia ambiental), instalada próximo ao local, no Parque da Costa do Sol (Peró e Conchas) e na APA do Pau Brasil