O resgate da lembrança cênica das restingas do passado, com paisagismo longe do convencional, é a proposta do projeto “Verde na Orla”, que a Prefeitura de Niterói lançou em Charitas e São Francisco. O programa prevê o plantio de mais de 400 espécies de restinga, como o araçá, pitangueiras e aroeiras, na orla e no canteiro central das avenidas Silvio Picanço e Quintino Bocaiúva. Responsável pelo projeto, a secretaria municipal de Conservação e Serviços Públicos (Seconser) também está suprimindo as leucenas, espécie exótica que é nociva à vegetação nativa.

O trabalho começou com a recuperação das árvores já existentes, entre a estação do catamarã e o Clube Naval. Elas receberam adubação química e retutoramento (estacas). Outras receberam tratamento para combate ao cupim. No canteiro central serão plantadas mais de 50 araçás:

— O araçá é uma espécie rústica pouco conhecida, mas atrai uma grande variedade da nossa avifauna. Na orla estamos suprimindo as leucenas, leguminosas de crescimento muito rápido e altamente competitivas com as espécies nativas – disse o biólogo Alexandre Moraes, da Seconser.

A secretária municipal de Conservação, Dayse Monassa, disse que também estão sendo plantadas pitangueiras e mudas de pau-ferro e sibipiruna nos canteiros próximos ao túnel Charitas-Cafubá. Ela garantiu também que a Seconser vai recuperar o Pomar de Charitas, em frente à garagem subterrânea, num local muito procurado por moradores e visitantes para fotografar o pôr do sol na Baía de Guanabara com o Centro do Rio ao fundo.

— O projeto prevê o trato das espécies já existentes, supressão das invasoras e plantio de árvores da Mata Atlântica e típicas de restinga em toda a orla dos dois bairros, ampliando as ilhas de verde que deram certo em São Francisco – explicou a secretária.

Os moradores de Charitas pediram a recomposição das dunas em frente ao Aeroclube. O local, embora de preservação permanente, foi devastado por ação de clubes de canoas havaianas e por artistas de rua. A Seconser também está revitalizando a Praça do Radioamador, entre São Francisco e Charitas, após a retirada da árvore de Natal. As equipes estão consertando um trecho do piso que afundou, no lado de São Francisco, revitalizando o paisagismo e recolocando os equipamentos que foram retirados para montagem da árvore de Natal.