PUMA
PUMA

Meta da marca é economizar 2.800 toneladas de papelão por ano

Como parte do compromisso de cada vez mais se tornar uma marca sustentável, a PUMA redesenhou suas caixas de tênis, visando economizar 2.800 toneladas de papelão por ano, causando um impacto ambiental positivo em toda a sua linha de produtos. As novas caixas, apresentadas neste semestre, são tão resistentes quanto as antigas e feitas com 95% de papelão reciclado.

Essa iniciativa representa mais um dos compromissos da PUMA de tornar seus suprimentos de varejo mais sustentáveis. Até 2023, a empresa também não usará nenhuma sacola plástica em suas lojas no mundo todo e também trocará outros suprimentos de varejo, como cabides e sapateiras, para alternativas mais sustentáveis.

“Se considerarmos que são necessárias cerca de 12 árvores para fazer uma tonelada de papelão, estaremos economizando 33.600 árvores todos os anos. Isso é mais do que o número de árvores no Central Park em Nova York “, disse Stefan Seidel, Chefe de Sustentabilidade da PUMA. “Essas iniciativas, que fazem parte da nossa Estratégia de Sustentabilidade 10FOR25, ajudam-nos a ter um impacto positivo em grande escala”, completa.

Em junho deste ano, a PUMA anunciou uma parceria com uma organização ambiental sem fins lucrativos, Canopy, e se comprometeu que, até 2022, suas embalagens de papelão e papel serão provenientes de fontes recicladas ou certificadas para garantir que elas não sejam derivadas das florestas antigas ou ameaçadas de extinção do mundo.

As metas 10FOR25 da PUMA cobrem uma ampla gama de tópicos de sustentabilidade, incluindo Ação Climática, Direitos Humanos, circularidade, bem como compromisso com reciclagem de plástico e compromisso com os oceanos. Essas metas estão alinhadas com os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável das Nações Unidas e assegura que a PUMA trabalhe para tornar seu núcleo de negócios mais sustentável a cada ano.