Qualquer pessoa que acompanhe os noticiários sabe que a crise hídrica em 2021 foi a pior dos últimos anos e, por isso é importante saber qual é o impacto da crise de energia na indústria brasileira, afinal, uma empresa gasta muito com a geração de eletricidade e, quanto mais baixo os níveis dos reservatórios, maior a taxa paga mensalmente para usufruir deste serviço.

De acordo com o Sebrae, a conta de energia era responsável por 15% dos custos de uma indústria em 2019, mas, a partir do ano passado, os gastos passaram a ser equivalentes a 28% de todas as contas pagas mensalmente pelas empresas.

E, ainda vale lembrar que as empresas estão faturando menos por causas maiores como o isolamento social obrigatório decorrente da pandemia e pelo empobrecimento da população brasileira que foi generalizado desde que essa crise teve início.

Porque a crise de energia impacta a indústria?

Uma pesquisa realizada pela Simpi (Sindicato das micro e pequenas indústrias de São Paulo) constatou qual é o impacto da crise de energia na indústria brasileira ao relatar que mais de 60% das micro e pequenas indústrias tiveram que arcar com os aumentos nos custos de geração de energia, e, desde junho de 2021, a bandeira tarifária aumentou o nível para 2, o que deverá piorar ainda mais a situação das empresas que já gastam quase um terço de seus cofres para pagar eletricidade.

Mas, o que mais torna o quadro desanimador é que a crise hídrica e, consequentemente, energética, apareceu no momento que as indústrias começaram a reagir positivamente em decorrência do final da pandemia.

Afinal, desde o início dessa crise, em março de 2020, agora foi a primeira vez que as indústrias começaram a produzir com toda a potência (um total de 52% das indústrias voltaram à toda produção), então, a expectativa era de crescimento no setor, não fosse pela crise de energia que impactou novamente as produções.

Além disso , outra pesquisa do Simpi relatou que seis em cada dez pequenas e médias empresas iriam deixar de produzir por causa da crise, então, dá para entender qual é o impacto da crise de energia na indústria brasileira atualmente.

Mas, então, qual será a saída para os empresários que não veem os níveis dos reservatórios voltando ao normal em pouco tempo? A única chance de retomarmos a produção e garantir o funcionamento de uma indústria como uma caldeiraria, por exemplo,  mesmo com a crise de energia que assola o país é a busca por métodos sustentáveis de geração de eletricidade.

Qual é o impacto da crise de energia na indústria brasileira e o que fazer para minimizar os custos?

Então, quem já sabe qual é o impacto da crise de energia na indústria brasileira, deve procurar métodos sustentáveis de geração de energia, pois, segundo estudos, as empresas que mais conseguem minimizar os custos de produção utilizam geração de energia sustentável como a solar, a eólica ou a biomassa.

Abaixo, falaremos um pouco mais sobre esses métodos para minimizar os custos de geração de eletricidade dentro das indústrias, já que, atualmente, esses valores são os principais inimigos da geração de lucro para os empresários.

Como a energia sustentável pode ajudar as indústrias?

Já entendemos qual é o impacto da crise de energia na indústria brasileira, por isso, devemos entender por que as energias sustentáveis são as mais indicadas para minimizar os custos. Entenda mais sobre elas:

Energia solar

A energia solar depende somente da incidência do sol sobre os painéis fotovoltaicos, portanto, raramente uma indústria brasileira ficará sem essa fonte de eletricidade aqui em nosso país tropical, onde a incidência de raios solares é constante e direta.

Quem utiliza essa geração sustentável de eletricidade pode contar com um desconto considerável nos custos mensais, visto que esse método é um dos mais econômicos de geração energética.

Então, quem entende qual é o impacto da crise de energia na indústria brasileira deve pesquisar empresas que instalam esses painéis para que os lucros aumentem consideravelmente.

Energia eólica

Temos, hoje, no Brasil, uma das maiores usinas de geração de energia eólica do mundo, portanto, já ficou claro que temos o potencial para trocar boa parte de nossa base energética usando recursos como o sol e o vento para gerar eletricidade.

E, o empresário que entende qual é o impacto da crise de energia na indústria brasileira, deve considerar a geração eólica de energia para minimizar os custos operacionais de sua indústria, afinal, a força dos ventos é um recurso que traz inúmeras vantagens financeiras para as empresas que os utilizam.

Conclusão

Podemos concluir, então, que as indústrias que não considerarem uma geração sustentável de energia no futuro, sofrerão muitos prejuízos com a dependência de chuvas que estão cada vez mais escassas e pelo que vimos, dá para entender qual é o impacto da crise de energia na indústria brasileira, mas, também pudemos ver que existem saídas para continuar produzindo e gerando lucro e o caminho chama-se energia sustentável.