empréstimo

Uma dúvida muito comum quando a questão financeira aperta é a seguinte: Será que vale a pena pegar um empréstimo para realizar um sonho? É preciso avaliar se um empréstimo é de fato a melhor opção para o que você precisa no momento.

No entanto, existem diferentes modalidades de empréstimo e cada uma com suas características específicas e vantajosas, que é preciso conhecê-las antes de tomar uma decisão.

Para isso, vamos abordar nesse artigo quais os tipos de empréstimo que existem no mercado e em quais situações valem a pena, para que você possa analisar de acordo com a sua real situação.

O empréstimo

Um empréstimo funciona quando é fornecido um valor financeiro por uma instituição bancária a uma pessoa interessada em adquirir um imóvel por exemplo, que posteriormente devolverá a quantia dentro do prazo e com acréscimos de juros.

Por isso existe a necessidade de analisar bem a empresa que fará esse método e também identificar se vale mesmo a pena. Existem recursos dentro de agências bancárias que podem proporcionar juros abusivos, portanto existem alternativas mais seguras de solicitar este empréstimo.

Situações que valem a pena o empréstimo

Para entender melhor se realmente vale a pena, destacamos algumas situações em que o empréstimo pode ser uma boa alternativa.

Controle e diminuição de dívidas

Quando a dívida tem juros muito altos, vale a pena fazer uma troca de dívidas, existe a possibilidade de pegar um empréstimo com juros menores para quitar essa dívida de juros altos.

Deve-se estar atento sobre a importância da dívida, ou seja, um brinde personalizado para empresa, é algo de valor para uma pessoa, então nesse caso, um empréstimo vale muito a pena, assim fica mais fácil realizar o sonho de efetuar a compra de um imóvel.

Para isso, você precisa analisar o Custo Efetivo Total – CET, um valor que engloba todos os custos de um empréstimo, e ver se ele será menor do que sua dívida original.

Casos de Emergência

Quando surge a emergência, é preciso apostar em empréstimos pessoais, pois eles são um alicerce em momentos de crise, proporcionando segurança a você e sua família.

Escolhendo a empresa correta, solicite apenas o valor emergencial para não criar uma dívida muito alta, e fique tranquilo, pois a marca de sua escolha dará todo o suporte necessário.

Para limpar o seu nome

Existem linhas de crédito que ajudam quando o objetivo é limpar seu nome, mas é importante ficar atento para não cair em golpes, procure empresas que proporcionem os melhores recursos de segurança para evitar esse tipo de coisa.

A dica também é solicitar apenas o valor suficiente para limpar o nome, do contrário, você pode se perder em dívidas, procure algumas dicas de quantias tornando a escolha do valor solicitado algo assertivo a suas necessidades!

Situações que não valem a pena o empréstimo

Agora, vamos fornecer algumas dicas e situações em que o empréstimo não possa ser uma boa opção:

CET maior que a dívida

Citaremos o CET novamente para entender que todas as contas que envolvem o empréstimo, como os juros, por exemplo, são maiores que a sua dívida atual, isso se torna um fator determinante de um empréstimo.

Uma dívida menor que o CET pode acarretar problemas financeiros, por esse motivo a escolha de uma empresa de confiança para tal, deve ser estudada, para que ela possa dar esse tipo de informação e “desmistificar” o medo de efetuar empréstimos.

Alternativa de portabilidade

Tenha cuidado, existe a possibilidade de agências realizarem uma portabilidade em que permite levar sua dívida para um banco em que a conta seja menor, ou seja, você vende a sua dívida para eles..

Isso acontece quando uma empresa grande deseja fazer a portabilidade de um consórcio de máquinas pesadas, por exemplo, o qual não está mais conseguindo pagar.

Porém como os juros e a CET acabam sendo maiores, essa é uma situação que não vale muito a pena, portanto trazemos aqui este alerta para você micro empreendedor!

Falta de planejamento

Sem um planejamento, é muito arriscado pegar um empréstimo com qualquer prestadora de serviços, a escolha de uma empresa assertiva na realização de empréstimos podem te ajudar, pois ela fará o envio de um planejamento financeiro assim como nós fazemos.

Pode ser que você pense em abrir um negócio, por exemplo uma loja de roupas, mas sem esse planejamento de empréstimo, não é possível saber a quantia certa para todos os itens necessários, às vezes um valor de uma simples arara com rodinhas pode ser o suficiente para entrar em uma dívida.

Tipos de empréstimos

Depois de compreender quais são suas necessidades, existem diferentes tipos de empréstimos para escolher o ideal para você, são eles:

Empréstimo consignado

Esse modelo é caracterizado como um empréstimo de baixo risco, pois o valor da parcela é descontado diretamente da folha de pagamento do contratante, assim, esse tipo acaba tendo um dos menores juros do mercado.

Esse tipo vale a pena para várias situações, como uma empresa de cabeamento de rede, por exemplo, pois os riscos de se endividar são muito baixos. Geralmente, o empréstimo consignado é fornecido aos beneficiários do INSS, servidores públicos e colaboradores de empresas credenciadas.

Crédito pessoal

Um dos modelos mais simples é também conhecido como empréstimo pessoal, é oferecido por instituições financeiras cuja suas regras, taxas de juros e prazos estão sempre variando devido ao alto risco de inadimplência.

A análise solicitada pela instituição, verifica apenas alguns dados como CPF e comprovante de renda. Esse tipo de empréstimo pode ser muito viável a você leitor que pensa em adquirir um apartamento em São Paulo, por exemplo.

Financiamento

Um modelo diferente dos tradicionais, o financiamento é a compra de bens, porém também é vista como um empréstimo. O financiamento é uma excelente alternativa para quem deseja efetuar a compra de um bem dentro de um tempo recorde.

Por exemplo, para entrar em um curso de liderança, um financiamento acontece em que a instituição financeira paga parcial ou integral o valor dele, e o contratante realiza pagamentos mensais a ela com juros referentes ao valor pago pela financeira.

Empréstimo rotativo

Esse tipo funciona com o cartão de crédito, que é como um financiamento da fatura, ou seja, quando a pessoa não realiza o pagamento parcial de sua fatura, o banco responsável pelo cartão de crédito cobre o valor que faltou.

Esse modelo pode gerar altos juros nos próximos meses, porém é uma maneira de evitar que o nome do contratante vá para os serviços de proteção ao crédito.

Cheque especial

Já esse tipo funciona como um limite de crédito pré aprovado, pois está ligado diretamente à conta do contratante, e seus juros variam conforme o tempo que é utilizado e formas de pagamento.

Por exemplo, para investir em uma empresa para criar aplicativo para a gestão empresarial de um negócio, esse formato de empréstimo permite com que seja descontado diretamente da conta do empreendedor, tornando tal processo algo mais prático.

Conclusão

Tudo depende da necessidade que você se encontra atualmente, é necessário avaliar bem os objetivos que deseja alcançar com o empréstimo e uma atenção redobrada ao tipo que vai escolher.

Lembre-se, algo que você queira muito, como um carro para pcd, por exemplo, com o empréstimo essa realidade fica mais próxima, pois um controle nas finanças e investimento te ajuda na administração dele.

Por isso a pesquisa é de suma importância, seja para pesquisas como: “portão de alumínio de correr valor’’, ou “aluguel de terrenos comerciais”, cotações de empréstimos também são essenciais para não se perder em dívidas.

Agora que você já conhece as principais modalidades e algumas situações em que o empréstimo é uma boa ideia, invista no seu sonho e navegue mais em nossa página para obter mais informações.