Reserva
Reserva

Ser uma empresa melhor para o mundo é o maior objetivo da Reserva, marca de roupas brasileira do grupo AR&Co. No ano de 2017 passou a fazer parte do movimento Capitalismo Consciente, em 2020 conquistou a certificação de Empresa B e no ano de 2021 se tornou a 500ª marca parceira do movimento Sou de Algodão, iniciativa da Associação Brasileira dos Produtores de Algodão (Abrapa). Dando mais um passo nessa jornada, a empresa anuncia hoje que se juntou novamente à Abrapa e passa a ser a primeira marca no programa Sou de Algodão Brasileiro Responsável (SouABR) com rastreamento completo da matéria-prima que origina suas coleções.

“Agora, todos os nossos clientes terão peças totalmente rastreáveis da semente ao guarda-roupa. Por meio de um QR code, será possível saber quem produziu o algodão que fez aquele produto, até ele chegar às mãos do consumidor”, explica Rony Meisler, CEO da AR&Co.

O lançamento das peças rastreáveis, que acontece no dia 7 de outubro, Dia Mundial do Algodão, é uma iniciativa da Reserva e do Sou de Algodão, movimento criado pela Abrapa, para promover a moda desenvolvida numa jornada ambientalmente correta, socialmente justa e economicamente responsável, valorizando a fibra natural que movimenta a economia do País. O programa visa oferecer ao consumidor final transparência da cadeia fornecedora e a rastreabilidade da origem certificada do algodão presente nas peças da marca.

Por meio da tecnologia Blockchain, que funciona como um banco de dados que registra informações em blocos criptográficos, atrelados uns aos outros de forma a impedirem alterações literalmente como uma rede, as empresas que se unirem à Abrapa poderão rastrear por completo a procedência de cada peça de roupa, desde o plantio até o varejo. “Estamos realizando um marco inédito no Brasil no mercado da moda. Diante de novas demandas de consumo, o mundo vem encarando diferentes modelos de produção que, muitas vezes, impactam negativamente no meio ambiente e em questões humanitárias. Quando falamos em rastreabilidade e algodão responsável, estamos garantindo que aquela peça de roupa que você acabou de comprar, respeita melhores práticas ambientais e sociais em toda a cadeia produtiva”, diz Meisler.

De acordo com a Abrapa, o Brasil é o quarto maior produtor e segundo maior exportador da fibra no mundo, com safra que varia de 2 a 3 milhões de toneladas/ano. Atualmente, o volume produzido atende 100% da demanda da indústria têxtil nacional, exceto casos específicos de variedades que hoje não são cultivadas no País. 81% de toda a produção já sai das fazendas com certificação socioambiental pelo programa Algodão Brasileiro Responsável (ABR). “O programa de rastreabilidade SouABR, que envolve a cadeia da moda, é um sonho antigo. Investimos mais de 15 anos em melhores práticas, para oferecer ao mercado uma fibra de qualidade, produzida com responsabilidade socioambiental, e sempre quisemos que o consumidor conhecesse quem nós somos e como cultivamos o algodão que ele veste. Graças à colaboração e à dedicação de nossas marcas parceiras e sua rede de fornecedores, que acreditam na responsabilidade compartilhada e que a transparência gera confiança e fideliza o consumidor, conseguimos lançar este programa inédito no País. É a coroação do trabalho feito a muitas mãos!”, diz Júlio Cézar Busato, presidente da Abrapa.

O programa Algodão Brasileiro Responsável (ABR) contempla 178 itens de certificação, classificados em oito critérios principais: contrato de trabalho; proibição do trabalho infantil; proibição de trabalho análogo a escravo, indigno ou em condições degradantes; liberdade de associação sindical; proibição de discriminação de pessoas; segurança, saúde ocupacional e meio ambiente do trabalho; desempenho ambiental; e boas práticas agrícolas. Os itens são conferidos, um a um, fazenda por fazenda, por auditores de terceira parte que representam empresas certificadoras acreditadas internacionalmente. As empresas participantes neste programa são: as Fiações Fio Puro e Incofios, Tecelagem Vicunha e RenauxView, Malharia Dalila, Confecções ByCotton, EGM e Lavinorte.