Alexandre Pierro, um dos especialista que participou do processo de formatação da ISO 56.002, conta o processo e os benefícios dessa certificação

A inovação é uma demanda latente nos dias de hoje. Contudo, diante de um contexto de grandes e rápidas transformações aliadas às tecnologias exponenciais, as empresas se sentem completamente perdidas sobre como manterem o negócio atraente e lucrativo em um ambiente de tanta volatilidade. Por isso, foi lançada a ISO 56.002, de gestão da inovação, e o assunto será pauta de uma palestra e um webinar do Sebrae, nos dias 17 e 18 de fevereiro, com a presença de Alexandre Pierro, sócio-fundador da PALAS, consultoria pioneira na implementação da ISO 56.002, e um dos especialistas que participou da elaboração dessa norma. 

ISO de inovação – Baseada em oito pilares – abordagem por processos, liderança com foco no futuro, gestão de insights, direção estratégica, resiliência e adaptabilidade, geração de valor, cultura adaptativa e gestão das incertezas – a ISO 56.002 defende que uma inovação pode ser um produto, serviço, processo, modelo, método ou a combinação de qualquer uma delas. “Contudo, o conceito de inovação é caracterizado por novidade e valor. Em suma, isso significa que ideias sem a manifestação de valor não são inovações e sim invenções”, garante Pierro.

Case brasileiro – Na mesma semana em que a norma foi oficialmente publicada, em julho de 2019, a PALAS implementou a norma na primeira indústria da América Latina. Nosso país ficou entre os três primeiros a conquistar a certificação, ao lado de China e Inglaterra. A MZF4, uma indústria de transformação do ramo de nylon localizada na capital de São Paulo, passou pelo processo de implementação ainda na versão draft da norma e conquistou esse lugar de destaque.

Benefícios – Entre os benefícios esperados da implementação da ISO 56.002 estão o envolvimento de todas as partes interessadas nos projetos de inovação, a contínua geração de ideias, a criação de uma cultura de inovação, além do desenvolvimento de novos produtos e até mercados até então não explorados por uma empresa. “Além de se tornar uma referência em inovação, a maior vantagem do processo de implementação dessa norma é transformar ideias em resultados. Infelizmente, vemos muitas empresas gerarem ótimas ideias, mas que, por falta de processos, acabam nunca saindo dos post-its. Com a ISO 56.002, as ideias são levadas à sério. Colocamos a criatividade para emitir nota fiscal”, enfatiza Pierro.  

Expectativas – Diversas empresas no Brasil e no mundo já se certificaram ou estão em processo de implementação Entre elas, está a AirBus, empresa aeroespacial que divulgou sua certificação em dezembro de 2019. As perspectivas do mercado para essa certificação são grandes. “Muitos especialistas acreditam que a inovação está se tornando o que a qualidade foi nas décadas de 80 e 90. Para manterem-se ativas e lucrativas hoje, as empresas precisam inovar e, nada melhor que um processo estruturado por uma instituição tão séria e de reputação internacional quanto a ISO para garantir que a inovação aconteça de forma contínua, fluída e eficiente na geração de resultados”, finaliza Pierro.  

Sobre a palestra e webinar:

Palestra – Presencial

Sebrae Day

Dia 17/02, 19h

InovaBra: R. da Consolação, 2302 – Consolação, São Paulo – SP

Inscrições: https://forms.gle/RqG5ooq1tJJYfUBUA

Transmissão ao vivo: https://videos.netshow.me/t/p0RpJU6o9IQ/form

Webinar – Online

Incubadora Sebrae

Dia 14/02, 14h

Ao vivo no

Facebook: https://www.facebook.com/sebraesp/posts/10158459020591264

Youtube: https://youtu.be/vxKyEjfrCVk