acompanhamento de dados e informações
Unificar o sistema de gestão de empresa ajuda a flexibilizar e otimizar o trabalho

Realizar a gestão de uma empresa não é uma tarefa nada fácil, e quando existe mais de um sistema ou recursos para serem utilizados dentro da organização, essa demanda pode ser mais complicada do que se imagina, o que pode ocasionar algumas dificuldades.

Seguindo essa linha de raciocínio, o texto de hoje irá abordar o que é uma gestão integrada e como ela pode ser utilizada dentro da sua empresa, explorando suas características e benefícios, além do impacto que pode causar no dia a dia da sua empresa.

A internet e a tecnologia têm sido essenciais para o processo de evolução da sociedade nos últimos anos,e até mesmo empresas de contabilidade tiveram que se reinventar para se adaptar ao novo modelo empresarial para que continuassem a fazer seus negócios.

Diversas novas soluções surgiram para facilitar as tarefas das empresas e fazer com que elas conseguissem ser mais efetivas e rápidas ao desenvolver seus produtos e serviços. 

Junto a isso, diversos sistemas e métodos de trabalho foram e são aprimorados e adaptados diariamente para atender as necessidades das empresas

Em outras palavras, a tecnologia e a internet mudaram o modo como as empresas devem gerir seus negócios. 

Pensando nisso, é necessário que todo gestor entenda como tais ferramentas funcionam e como podem ser aplicadas, desde uma grande empresa de computadores até uma consultoria trabalhista empresarial.

Não apenas isso, mas todo sistema lida, de alguma maneira, uns mais e outros menos, com pessoas, e o bom gestor é aquele que consegue alinhar as necessidades do trabalho junto de sua equipe de maneira que consiga explorar o melhor de cada um.

Porém, lidar com todas essas relações, ferramentas e sistemas de forma conjunta sem que um atrapalhe o outro é um grande desafio, e por isso que existe o sistema de gestão integrada, para deixar todas as informações com fácil acesso e compatível com todos os demais softwares e sistemas.

Mas existe um sistema melhor do que o outro? Quais são as suas funcionalidades? Por que alguns se destacam melhor do que outros? Quais são as funcionalidades mais usadas no mercado e porque? É possível aplicar a um programa gestão comercial?

A resposta para essas e muitas outras perguntas podem ser conferidas nos tópicos a seguir, onde o assunto será melhor desenvolvido e mostrando a importância dessa gestão. 

O conceito de gestão integrada

De forma simples e direta, a gestão integrada pode ser entendida como um processo unificado, onde todos os dados podem ser acessados de qualquer outra parte do sistema, de forma simples e rápida, dando baixas e adicionando novos recursos.

O principal objetivo dos sistemas com esse tipo de ferramenta é oferecer para a empresa uma gestão que consiga ser eficaz em tempo real com todos os departamentos da organização, desde o local com o emissor de CT e até mesmo o estoque da fábrica.

Com isso, pode-se entender que a internet é uma grande facilitadora, pois todos os dados que antes eram inseridos em uma planilha e quando finalizados, enviados por e-mail, atualmente uma simples mudança faz com que todo o sistema entenda que aquele produto não está mais lá.

Com isso, podemos apontar algumas vantagens desse tipo de sistema, como:

  • Maior precisão de dados;
  • Maior eficiência em tomadas de decisões;
  • Dados unificados em um único lugar;
  • Facilidade de acesso;
  • Maior dinamismo da empresa.

Dessa forma, mesmo que tal ideia seja aplicada em algo pouco usual, como dados de cota contemplada, é possível também dividir a ideia de gestão integrada em alguns subgrupos que você verá agora.

Sistemas padronizados

Esse é o  modelo mais comum de ser encontrado no mercado. Ele analisa todas as informações da empresa e as unifica em um único lugar, criando um padrão para coleta e organização de dados, ficando muito mais fácil para que a empresa os analise e tome decisões.

Além disso, utiliza diversas ferramentas dentro do software que ajudam muito a ter precisão na hora de organizar os dados. 

Por isso, é comum que conte com atualizações dos desenvolvedores para arrumar bugs junto a patches de correção, melhorando sempre a experiência do usuário.

Sistemas Flexíveis

Os sistemas flexíveis são ideais para empresas que estão em desenvolvimento rápido ou que trabalham de forma dinâmica, mudando muitos processos com pouco tempo de intervalo entre eles.

Por ser flexível, esses tipos de sistema costumam moldar a necessidade da empresa, ajustando e adaptando funcionalidades de acordo com o que a empresa precisa. 

Mesmo que a funcionalidade seja realizar desconto de duplicatas factoring, é aconselhável o acompanhamento de um consultor ou especialista para garantir que tudo funcionará perfeitamente, além de garantir a segurança digital de dados.

Os benefícios da gestão integrada

Assim como qualquer decisão empresarial, nenhuma diretoria ou CEO iria aplicar os sistemas de gestão integrada se eles não trouxessem algum benefício para a marca, como retorno de capital, otimização de tempo e espaço, além de maior alcance da marca e reconhecimento da empresa.

Sendo assim, destacamos algumas características desse tipo de sistema que pode ser aplicado na utilização de serviços terceirizados esocial ou em qualquer outro ramo, desde que seja devidamente planejado.

  1. Organização eficiente de dados

Como dito mais de uma vez ao longo do texto, se tem uma coisa que os sistemas de gestão integrada fazem muito bem é a organização eficiente de dados que ajudam a melhorar a análise da situação atual da empresa, facilitando a tomada de decisões para futuros passos.

Não apenas isso, mas é possível organizar de forma personalizada, mudando de empresa para empresa, juntando apenas os dados que considera mais importantes para determinado segmento, sem misturar ou deixar a análise mais difícil do que precisa ser.

Por fim, mas não menos importante, destaca-se também o histórico, já que para compreender melhor o futuro é preciso verificar o que deu certo e o que deu errado, aprimorando os pontos positivos e evitando errar novamente.

Esse tipo de ferramenta é o que no mínimo se espera de um sistema e, quanto mais opções e melhor desenvolver tais funcionalidades, melhor será o sistema e melhor a empresa conseguirá realizar a gestão do seu negócio.

  1. Informação centralizada

Um grande empecilho que diversas empresas enfrentam ao longo do tempo é saber que tem as informações mas não ter de coletá-las de diversos lugares diferentes, ou nos piores casos, não saber onde encontrá-las.

Isso atrasa a produtividade de diversos setores das empresas, fazendo com que demandas que possam demorar, no máximo, duas horas, possam atrasar pela demora na entrega de informações e verificação para se ter certeza se os dados são compatíveis e corretos.

Com os sistemas integrados, esse problema não existe. Por ser um computador, a precisão na coleta e organização de dados é muito alta, além de deixar tudo em um único lugar, fazendo com que o acesso para todos os envolvidos seja muito mais fácil.

  1. Otimização de processos

Outro ponto muito positivo de todos os sistemas de gestão integrada é a otimização de processos, fazendo com que muitos deles sejam feitos de forma muito mais rápida e eficaz, sendo um grande ganho para as empresas.

Quanto mais rápido uma tarefa ou um processo for realizado, mais rápido ele será entregue para o cliente final, e mais rápido a empresa lucrará com o que foi vendido, fazendo inclusive, com que a empresa consiga se expandir e projetar maiores ganhos e vendas.

Os recursos são tudo que a empresa tem para utilizar ao seu favor para aplicar em seus projetos. 

O tempo também é um recurso precioso para todos, afinal, é preciso ser rápido em entender o mercado e mudar as estratégias quando preciso. E sem um sistema de gestão integrada, isso pode demorar demais.

Considerações Finais

O texto de hoje abordou e explorou os sistemas de gestão integrada, mostrando como são impactantes e importantes para todas as empresas que desejam crescimento rápido e preciso nos dias de hoje.

Entretanto, tudo isso irá depender da velocidade de adaptação da empresa, o seu porte, ramo empresarial, investimento nos sistemas, dentre diversos outros fatores. Porém, a verdade é que, sem um sistema desse, o negócio tem muito a perder.

Independente dos seus objetivos, a empresa sempre deve buscar por novas soluções para se manter competitiva e ativa no mercado. Os concorrentes não irão esperar a sua empresa mudar para que comece a se movimentar.

Portanto, basta agora sentar-se e analisar qual o melhor sistema para a realidade do seu negócio, colocando em primeiro lugar sempre a satisfação do cliente e utilizando tais sistemas para promover o que ele busca de maneira mais eficaz e eficiente.

Esse texto foi originalmente desenvolvido pela equipe do blog Guia de Investimento, onde você pode encontrar centenas de conteúdos informativos sobre diversos segmentos.