O descarte de lixo eletrônico, também conhecido por alguns outros nomes, tais como e-lixo, resíduos de equipamentos eletroeletrônicos ou simplesmente resíduo eletrônico. Todos esses nomes estão se referindo a qualquer produto eletroeletrônico que não tem mais utilidade e podem ser reciclados.

Como alguns exemplos de lixo eletrônico, podemos citar as TVs, máquinas de lavar, microondas, torradeiras,batedeira industrial, computadores e por aí vai. São muitos produtos eletrônicos e que com o passar do tempo, podem parar de funcionar, sendo necessário descartá-lo. Continue a leitura e entenda mais sobre o assunto!

Por que devo descartar meu lixo eletrônico?

Todos esses materiais eletrônicos em algum momento vão se tornar obsoletos e perder sua funcionalidade, e então, chega o momento em que você deve efetuar o descarte de lixo eletrônico, que se realizado de maneira correta, pode ser fundamental para o meio ambiente.

A maioria destes equipamentos como pilhas e baterias, por exemplo, possuem produtos químicos e metais pesados em sua composição, podendo denegrir o solo e contaminar algumas vegetações.

Além disso, aparelhos eletrônicos maiores como, por exemplo, monitores, celulares e amplificador de som, possuem peças e materiais diversificados como plásticos, metais e vidros que podem ser utilizados para a montagem de novos equipamentos ao invés do descarte dos mesmos.

Com isso, a reciclagem destes produtos ajuda a sustentabilidade ambiental, além de gerar novos empregos e opções para as pessoas poderem trabalhar com as milhares de peças encontradas nesse tipo de produto.

Onde posso descartar meu lixo eletrônico?

No Brasil, existe uma lei em que determina que os fabricantes são os responsáveis por receber de volta seus produtos eletrônicos que foram vendidos e serão descartados. Esse processo é chamado de logística reversa.

Porém esse ainda é um processo lento dentro do nosso país. Entretanto, existem diversos pontos de coletas espalhados pelas cidades basta acessar o site correspondente na região onde você mora e encontrar o ponto de coleta mais próximo de você.

Os lugares geralmente variam entre praças, shoppings, supermercados, ou até mesmo pessoas que podem efetuar a coleta para você de maneira gratuita. Outra opção também, é a reciclagem, como já citada anteriormente.

Como possui uma grande gama de materiais em sua composição, os aparelhos eletrônicos são ótimos para quem busca faturar um dinheiro a mais ou ajudar alguém que trabalha reciclando objetos, já que, com o material encontrado, é possível montar novos equipamentos que possam ser úteis no nosso cotidiano.

Informações e dados sobre o lixo eletrônico

Apenas em 2019, foram geradas cerca de 56,3 milhões de toneladas de lixo eletrônico ao redor do mundo, de acordo com o Global E- Waste Monitor, realizado pela ONU. O Brasil ocupou a quinta colocação do ranking, com cerca de 2,1 milhões de toneladas.

O país é o número 1 na américa latina, e dessa quantidade se calcula que apenas cerca de 3% é descartada de forma adequada, sendo despejado em aterros sanitários ou simplesmente largados na rua.

Os números assustam e nos fazem repensar sobre a importância e a consciência que devemos ter em relação ao descarte de lixo eletrônico. O impacto ambiental é grande e os benefícios de descartarmos ou reciclarmos os nossos aparelhos eletrônicos da maneira correta são grandes.

Por isso tome cuidado a próxima vez que for jogar fora uma lâmpada queimada ou um notebook velho que não funciona mais, muitas vezes eles podem ter uma utilidade maior do que você pensa tanto para reciclagem de seus materiais quanto também ajudar a preservar o meio ambiente.