11/7/2013 –

As novas tecnologias estão transformando o ambiente escolar. São lousas interativas, sensíveis ao toque com canetas próprias, sistema de som e sensor infravermelho que permite o seu uso por mais de uma pessoa; tablets com aplicativos e conteúdo escolar; carteiras informatizadas e ergonômicas para garantir a saúde do aluno e muito mais. Porém, cada novidade traz consigo um desafio: garantir a aplicabilidade da tecnologia com o máximo de proveito.
Para o professor Nelio Alves, não é fácil se adaptar à nova realidade. Tudo está mudando muito rápido e é preciso acompanhar esta evolução. “O estudante de hoje não é mais o estudante de ontem e nós professores temos que nos esforçar para mudarmos também, garantindo o aprendizado de qualidade”, diz Alves.

Caravana Digital
A partir de 2014, novos objetos digitais passam a compor o livro didático segundo o Programa Nacional do Livro Didático (PNLD). Para ter noção de como está o conhecimento e a preparação dos professores para esse novo processo, uma equipe da Editora FTD percorreu entre 06 de maio e 21 de junho 80 cidades do País, apresentando, a mais de 15 mil professores, diretores de escola e representantes das secretarias de educação, os recursos que terão à disposição a partir do ano que vem. A constatação foi de que para a maior parte dos professores as tecnologias digitais ainda são novidade.

Soluções
Para Juarez Pina, diretor comercial da VTS BRASIL, empresa especializada em soluções tecnológicas para o setor educacional e corporativo, diante do atual contexto, o importante é criar condições para que os docentes utilizem da melhor maneira os recursos disponíveis.
“Oferecemos tecnologia educacional para todo o Brasil, tanto para empresas e instituições privadas, quanto para o setor público, e a percepção que temos através da nossa experiência é sim a de que, muitas vezes, a tecnologia não é bem aproveitada”, afirma Pina.
Para tentar ajudar, a empresa criou o PROEDI, um programa de capacitação dos docentes no uso das tecnologias que se diferencia dos cursos meramente técnicos oferecidos pelo mercado, porque agrega conteúdo à prática. “A nossa ideia é apoiá-los diretamente em sala de aula. Assim, fazemos um nivelamento dos professores que, durante o curso oferecido pela VTS BRASIL, vão aprender a usar o equipamento não apenas tecnicamente, mas com a dinâmica e a interação que a sala de aula exige”, diz o diretor, Juarez Pina.