Enquanto no Paraná os preços do trigo seguem firmes, no Rio Grande do Sul, os valores estão enfraquecidos. Diante disso, neste início de outubro, as cotações médias no estado sul-rio-grandense voltaram a ficar abaixo das verificadas no Paraná – vale lembrar que, de forma atípica, o mercado gaúcho operou acima do paranaense entre agosto e setembro.

Na parcial de outubro (dias 1º, 2 e 5), o preço médio do trigo no mercado disponível (negociações entre empresas) do Paraná esteve em R$ 1.190,19/tonelada, ao passo que no Rio Grande do Sul esteve em R$ 1.125,60/t.

Já em setembro, as respectivas médias no mercado disponível foram de R$ 1.158,64/t (queda de 4,4% em relação à de agosto) e de R$ 1.198,40/t (baixa de 3%).

Quanto às negociações, pesquisadores do Cepea indicam que estão lentas. No Paraná, agentes estão atentos ao dólar forte e ao clima seco, que tem elevado a preocupação de produtores quanto à qualidade do cereal.

No Rio Grande do Sul, a disponibilidade de trigo segue baixa, e o início da colheita no estado deve movimentar as negociações nas próximas semanas. 

Fonte: Cepea